Balaku Blaku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Balaku Blaku
Fundação 22 de outubro de 1977 (41 anos)
Cores
Vermelho
Branco
Dourado
Símbolo Águia[1]
Bairro Centro
Presidente Climario
Presidente de honra Manel
Desfile de 2019

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Balaku Blaku é uma escola de samba da cidade de Manaus, no estado do Amazonas.[2] Foi fundada em 1976, centro de Manaus, a 200 metros do Rio Negro. Em 22 de outubro de 1977 começou como batucada, na Rua Isabel, no Centro da cidade.[1]

Foi criado como uma "batucada", uma modalidade de agremiação carnavalesca da época. Entre seus fundadores estão Churchill, Fernando Teixeira, Rivaldo, a família Teixeira.[1] O nome "Balaku-Blaku" é uma onomatopeia que remete ao som dos instrumentos de sua bateria.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1979, ainda como uma batucada, consagrava-se campeã frente à Batucada Baré e da Acadêmicos do Rio Negro.[1] Em 1989, foi transformada em escola de samba, fazendo parte do 2º grupo. Em 1992 a Balaku Blaku desfilou no então recém inaugurado Sambódromo de Manaus, e finalmente ingressou no grupo especial no ano de 1993.

Em 1995, a Balaku Blaku conquistou o vice-campeonato com o enredo o canto das três raças. A partir daí, a escola passou a obter boas colocações, tais como o 4º lugar em 1996, o 5º lugar em 1997, e o 3º lugar em 1998. Porém, em 1999, quando abordava como tema de seu desfile, Amazonino Mendes, acabou desclassificada, por causa de descumprir o acordo sobre número de tripés, carros alegóricos e alas.

Foi campeã em 2001, dividindo o título com mais 3 escolas. Em 2002 homenageou a cidade de Itacoatiara desfilando já pela manhã. No ano seguinte em 2003, seu desfile versou sobre as mulheres.

Em 2007 apresentou uma homenagem a Joelma e Chimbinha, da Banda Calypso. No ano seguinte, o homenageado foi o Bailarino Marcelo Mourão e em 2009 o enredo "Akator" foi uma referência ao filme de Hollywood.

No Carnaval de 2012, a Balaku-Blaku desfilou com um enredo sobre a cerveja, e no ano seguinte, obteve a 4ª colocação com o enredo Quem Desdenha quer comprar... Uma Odisséia contada em Cifrões, sobre o dinheiro.[3]

No Carnaval 2014, iria falar sobre as crianças - inclusive, houve a gravação do samba e inserido no cd da AGEESMA - mas, houve mudanças na diretoria que, em Dezembro de 2013 mudou o enredo para

Marapatá, a ilha encantada dos mitos, portal de Manaus, passarela dos mitos, da carnavalesca Liduina Moura e fez um desfile repleto de luxo e alegria dos foliões, onde exaltou os mistérios da ilha. Mesmo desfilando embaixo de chuva empolgou e colocou pra sambar todos que estavam presentes no sambódromo. Na apuração, foi definido entre os presidentes que todas as escolas do Grupo Especial de Manaus seriam declaradas. Assim, a Balaku-Blaku obteve seu segundo título. 

Em 2015, quando homenageava a cidade de Manacapuru, devido a vários erros ao longo do desfile, a agremiação foi penalizada, terminando em 9° lugar, o que levou a seu rebaixamento para o grupo de acesso. Em 2018 falará sobre a Medicina.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Presidente Vice - Presidente Mandato Ref
Ernani Ferreira Roberto Simonneti 2010 - 2013 [4]
Roberto Simonneti Elcir Junior 2014 - 2015
Climário FIlho Manel 2016 - atualidade

Intérprete[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato
2007-2011 Leonardo do Cavaco
2012-2013 Leonardo Bessa
2014 Auzier do Samba
2015-atualidade Frank James Alencar

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2011 - 2012 Jorge Ricardo Castro e Carlos Silva Major [2]
2013 Jorge Ricardo Castro e Carlos silva Guerreiro [4]
2015 Guilherme de Paula [5]
2016 Sarah Simonetti Henrique

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2012 - 2013 Felipe Monteiro [2]
2014 Cia. Puna
2015 Flor Matizada

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2010 - 2013 Nego do Império e Luciana Ferreira [2][4]
2014 Thailla Aragão e Khaju
2015 - 2016 Naruna Sahdo/Dyandra Paula e Stanio Silva

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha de Bateria Madrinha Rainha Da Escola Ref
2012 - 2013 Bianca Almeida - - [4]
2014-2015 Adriana Azevedo Cristina Maia Sandy Sallun
2016 Larissa Souza Cristina Maia Sandy Sallun

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Balaku Blaku
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalescos Ref
1987 Acesso Do Sonho à Realidade, 10 Anos de Glórias
1988 Acesso Em Cima da Hora - Circo de Pobre
1989 Acesso No Esplendor do carnaval
1990 Acesso O Mundo Encantado de Charles Chaplin
1991 Não houve disputa Balaku Blaku na Disneylândia
1992 5° lugar Especial Eu vou arrebentar a boca do balão...
1993 5º lugar Especial Inca: Império do Sol
1994 5º lugar Especial No Mundo das Nuvens: Venha Voar Comigo
1995 Vice-campeã Especial O Canto das Três Raças
1996 4º lugar Especial Os Sete Pecados Capitais do Brasileiro
1997 5º lugar Especial Hoje Quem Paga Sou Eu
1998 3º lugar Especial Império do Sol Nascente no Esplendor do Carnaval
1999 Desclassificada Especial Das Barrancas do Juruá ao o Palácio Rio Negro: "Quem Sabe Faz"
2000 5º lugar Especial Olímpico, O Jardim da Kamélia
2001 Campeã Especial Nilton Lins, Educação - Ontem, Hoje e Amanhã
2002 6º lugar Especial Itacoatiara: Mito, Força e Beleza
2003 6º lugar Especial Ativa, Mulher Guerreira de Ontem, de Hoje e de Amanhã
2004 6º lugar Especial Mitos, Luxos e Folia no Carnaval de Todos os Tempos
2005 6º lugar Especial Aquarela da Amazônia Para o Mundo Ver
2006 4º lugar Especial Dos Rios e das Matas
2007 7º lugar Especial Um fenômeno chamado Kalipso

Compositores: Paulino Braga, Williams do Cavaco e Levy Araújo

Junior Tomphson [1]
2008 7º lugar Especial Marcelo Mourão: do Amazonas para o mundo

Compositores: Paulino Braga, Mavignier Cardoso, Willians do Cavaco, Levy Araújo, Frank Mocidade e Cristiano Cordeiro

Saulo Borges [6]
2009 7º lugar Especial Akator - nem ouro, Nem prata, o Eldorado existe e é verde - Amazônia
2010 7º lugar Especial Da escrita à Internet: Não se comunicou, Dançou
2011 8º lugar Especial Do divino ao profano. Na vida e na morte. Do natural ao artificial. A força mais poderosa do universo: Luz
2012 3º lugar Especial Embriagados de alegria vamos ficar... com a cerveja mais gostosa é só comemorar.
Compositores:Betinho Filho, Rayner Caroline, Markinho Jr., Thiago Meiners, Willian Tadeu e Shazam
Jorge Ricardo, Carlos Silva, Fabiano Fayal [2][2][3]
2013 4º lugar Especial Quem Desdenha quer comprar... Uma Odisséia contada em Cifrões
Compositores: Betinho Filho, Thiago Meneirs, William Tadeu, Shazam, Marquinho Bentes, Junior e Leonardo Bessa.
Jorge Ricardo, Carlos Silva, Fabiano Fayal [4]
2014 Campeã Especial Marapatá, a ilha encantada dos mitos, portal de Manaus, passarela dos mitos Betinho Filho e Marcos Bentes [7]
2015 9º lugar Especial Manacapuru: Canta alto cirandeira, com orgulho e amor, conta a historia de Manacapuru, o sonho que se realizou!!! Chico Cardoso
2016 3º lugar Acesso A O alimento da vida - Fé Adenilson Ribeiro
2017 6º lugar Acesso A Um Mundo reinventado através do Olhar de uma Criança Junior Tomphson
2018 6° lugar Acesso A Sob a Luz do Criador, a Suprema Arte das Loucuras da Medicina Herbert Botelho
2019 6° lugar Acesso A

Referências

  1. a b c d e f Daniel Sales / SG Produções (2008). É tempo de sambar. [S.l.]: Norte Mania. p. 177 
  2. a b c d e f Manausamba. «G.R.E.S. Balaku Blaku - Ficha Técnica 2012». Consultado em 7 de fevereiro de 2012 
  3. a b «Reino Unido conquista o bicampeonato no Carnaval 2012 em Manaus». Consultado em 16 de julho de 2012. Cópia arquivada em 16 de julho de 2012 
  4. a b c d e Marcos Santos (9 de fevereiro de 2013). «Escolas do Grupo Especial desfilam neste sábado (confira as letras e cante os sambas-enrêdos)». Consultado em 29 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 30 de novembro de 2016 
  5. Band (13 de fevereiro de 2015). «Grupo Especial do Carnaval desfila sábado». Consultado em 29 de novembro de 2016 
  6. Daniel Sales / SG Produções (2008). É tempo de sambar. [S.l.]: Norte Mania. p. 175 
  7. Carnaval Manauara – “A elite: o Grupo Especial de Manaus”