Bandeira de Marabá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do
município de Marabá
Bandeira domunicípio de Marabá
Aplicação
FIAV 110000.svgFIAV normal.svg
Proporção 7:10
Adoção 27 de Outubro de 1923[1]
Cores
  Verde
  Amarelo
Prata

A bandeira do município de Marabá é um dos três símbolos oficiais de Marabá. É composta pelo encontro de duas faixas amarelas na diagonal que formam um "y" e uma estrela no encontro das faixas, adotando a forma vexilológica de pairle, com proporções na base 7:10 e três cores (verde, amarelo e prata)[1]. Foi instituída em 27 de Outubro de 1923 na cerimônia de entrega do título de município[1].

Simbolismo[editar | editar código-fonte]

A simbologia oficial estabeleceu que as formas da bandeira de Marabá estariam de acordo com a geografia da sede do município. As cores Verde e Amarelo foram escolhidas para sempre estarem em consonância com as cores da bandeira do Brasil[2].

Segundo a simbologia vexilológica oficial a cor verde Verde simboliza a floresta, fonte de grande riqueza nos primórdios da ocupação territorial municipal[3]. O Amarelo das faixas que estão em forma semi-pairle simboliza os rios que foram por muito tempo uma grande fonte de riqueza e única via de transporte de Marabá, tendo a sede municipal surgido em função dos rios Tocantins e Itacaiunas[3]. A estrela Prateada simboliza a sede municipal margeada pelos dois rios[3].

Retificação[editar | editar código-fonte]

No ano de 2000, surgiu uma versão inversa da bandeira municipal, foi publicada em mapas municipais que seriam destinados as escolas públicas da rede de ensino de Marabá[4]. De início não houve atenção quanto ao erro presente no mapa, inclusive passando a ser utilizada de forma equívoca, a versão errada da bandeira. Somente em 2010 uma comissão legislativa foi formada a fim de apresentar uma solução definitiva ao erro, iniciando uma consulta heraldo-vexilológica para verificar e retificar a bandeira[4].

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Com o desenvolvimento de propostas emancipacionistas dentro do território paraense, no caso de Marabá mais especificamente a região sul do estado, e o posterior Plebiscito sobre a divisão do estado do Pará, surgiu a proposta de bandeira para Carajás em 1983. Foi desenhada pelo artista plástico Rildo Brasil, por encomenda do então presidente da câmara de Marabá, Miguel Gomes Filho, em 1983.[5] Sua autoria é registrada em cartório. A bandeira proposta para Carajás se caracteriza pela adoção das cores da Bandeira do Brasil, e inspiração nas linhas, formas e cores da bandeira de Marabá.[6]

Bandeira do Carajás.jpg
Bandeira do Carajás

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Paulo Jadão (1987). Marabá. A história da cidade. Marabá: PMM 
  2. Almir Queiróz de Moraes (1999). Nas trlihas de Marabá. Marabá: Chromo Arte 
  3. a b c «Símbolos». Camara legislativa de Marabá 
  4. a b «Polêmica da bandeira de Marabá continua». CT Online 
  5. «Defensores da criação do estado de Carajás querem 'progresso'». G1. 16 de novembro de 2011 
  6. «Bandeira do Estado de Carajás». Jornal Folha do Pará 


Ícone de esboço Este artigo sobre vexilologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.