Banjo-Kazooie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Banjo-Kazooie
Capa da versão norte-americana para Nintendo 64.
Desenvolvedora(s) Rare
4J Studios (XBLA)
Publicadora(s) Nintendo (N64)
Microsoft Game Studios (XBLA)
Diretor(es) Gregg Mayles
Escritor(es) Steve Mayles
Ed Bryan
Compositor(es) Grant Kirkhope
Série Banjo-Kazooie
Plataforma(s) Nintendo 64, Xbox 360 (XBLA), Xbox One
Lançamento Nintendo 64
  • AN 29 de junho de 1998
  • EU 17 de julho de 1998
  • JP 6 de dezembro de 1998
Xbox Live Arcade
  • AN December 3, 2008
  • EU December 3, 2008
  • JP December 3, 2008
Gênero(s) Plataforma
Modos de jogo Single-player
Banjo-Tooie

Banjo-Kazooie é um jogo de vídeo game de estilo plataforma, desenvolvido pela Rare e originalmente lançado para o Nintendo 64 em 1998. É o primeiro jogo da série Banjo-Kazooie e segue a história dos personagens titulares Banjo e Kazooie, eles tentam parar os planos da antagonista, a bruxa Gruntilda, que tem a intenção de trocar a sua beleza com a irmã de Banjo, Tooty. O jogo apresenta nove níveis abertos, onde o jogador deve completar uma série de desafios, como resolver quebra-cabeças, recolher objetos e derrotar adversários.

Banjo-Kazooie ficou em desenvolvimento por mais de dois anos e meio e foi originalmente planejado a ser um jogo de aventura chamado Project Dream para o Super Nintendo Entertainment System[1]. O jogo foi um sucesso crítico e comercial, vendendo cerca de dois milhões de cópias nos Estados Unidos e receber uma pontuação de avaliação agregada de 92 de 100 do Metacritic. O jogo foi elogiado por seus gráficos detalhados, som envolvente e nível de design intricado. Em 1999, ele recebeu dois prêmios da Academia de Artes Interativas e Ciências: Melhor Jogo de ação do Ano e Melhor Realização em Arte/Gráficos. A continuação, Banjo-Tooie, foi lançado para o Nintendo 64 em 2000. Em 2008, Banjo-Kazooie foi re-lançado para o Xbox 360 através do serviço de download Xbox Live Arcade. O jogo também está incluído na compilação Rare Replay, lançado para o Xbox One em 2015.

História[editar | editar código-fonte]

Tudo começa com uma bruxa chamada Gruntilda, em sua fortaleza, ela pergunta a seu caldeirão mágico se existia alguém mais bonita do que ela vivendo em Spiral Mountain (ela é, obviamente, feia) o caldeirão indica que há mesmo uma garota, a ursa Tooty, irmã de Banjo, que está esperando por ele para sair para uma aventura. Enquanto isso, Banjo dorme e Kazooie está dentro de sua mochila.

A bruxa sai voando em sua vassoura mágica, rapta Tooty, Kazooie faz de tudo para acordar Banjo na hora, mas não consegue, quando Banjo e Kazooie chegam ao local, Tooty já havia sumido. Apenas o amigo de Tooty, Bottles foi a testemunha, dizendo a Banjo sobre a história de Gruntilda. Banjo e Kazooie (com as ajudas de Bottles) partem para resgatar Tooty.

Durante a aventura, Bottles ensina movimentos para Banjo e Kazooie, como nadar, ataques, saltos, movimentos usando Kazooie, lançar ovos, voar, entre outros. Durante as fases pode-se encontrar a casa de Mumbo Jumbo, um xamã esqueleto que transforma Banjo em algum animal como uma formiga, uma abelha ou uma abóbora, um jacaré dependendo da fase. Eles encontram também Brentilda, a irmã de Gruntilda que diz ter lido seu diário assim contando segredos dela entre esses personagens existem outros personagens em cada fase.

Gruntilda queria, na verdade, roubar a beleza de Tooty, e transferir para ela. Se acontece um Game Over no jogo, aparece como Gruntilda ficaria e Mumbo, um dos amigos de Banjo acaba se apaixonando por ela, enquanto Tooty absorve toda a feiura da bruxa e vira um monstro.

Características[editar | editar código-fonte]

O jogo adaptou muitos movimentos de Super Mario 64, que foi uma grande revolução nos jogos de plataforma. Movimentos como o Z + A são quase idênticos. Ao contrário de Super Mario 64, Banjo-Kazooie centraliza-se em personagens memoráveis e os movimentos devem ser aprendidos no decorrer do jogo, tornando algumas passagens inacessíveis no começo.

Personagens Principais[editar | editar código-fonte]

  • Banjo: Urso herói.
  • Kazooie: Pássaro fêmea, amiga de Banjo
  • Tooty: Irmã de Banjo.
  • Bottles: Amigo de Banjo e Tooty.
  • Mumbo Jumbo: Xamã esqueleto (mago) que transforma Banjo em outros animais.
  • Gruntilda: Bruxa vilã, também conhecida como Grunty.
  • Brentilda: Fada, irmã de Gruntilda. Conta segredos de Gruntilda para ajudá-lo em um quiz final.
  • Klungo: Ajudante de Gruntilda, um monstro.

Sequências[editar | editar código-fonte]

Uma sequência para o jogo, Banjo-Tooie foi lançada em 2000. Banjo-Kazooie: Grunty's Revenge foi lançado para Game Boy Advance em 2003, já com a Rare fora da Nintendo, e contava os acontecimentos entre Banjo-Kazooie e Banjo-Tooie. Um jogo de corrida, semelhante a Mario Kart, também para Game Boy Advance em 2005, chamada Banjo-Pilot. A Microsoft, atual dona dos direitos da série, anunciou uma sequência para a série com lançamento exclusivo no Xbox 360, o Banjo-Kazooie: Nuts & Bolts. Em 2015, a versão para Xbox Live Arcade de Banjo-Kazooie foi lançada como parte da compilação de videogames Rare Replay para o Xbox One. Um sucessor espiritual de Banjo-Kazooie, Yooka-Laylee, foi lançado em 2017. Elementos de Banjo-Kazooie serão lançados como conteúdo para download para o jogo de luta Super Smash Bros. Ultimate no final de 2019, incluindo Banjo e Kazooie como um personagem jogável e uma arena baseado em Spiral Mountain.

Referências

  1. «Banjo-Kazooie predecessor Dream finally unveiled, decades after cancellation» (em inglês). Digital Trends. Consultado em 27 de Abril de 2016 
  • Rare Staff (1998). Banjo-Kazooie Instruction Booklet. Nintendo. NUS-NBKE-USA.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]