Barbershop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Barbershop
Uma Turma do Barulho (BR)
 Estados Unidos
2002 • cor • 102 min 
Direção Tim Story
Produção George Tillman, Jr.
Robert Teitel
Mark Brown
Roteiro Mark Brown (história)
Don D. Scott
Marshall Todd
Elenco Ice Cube
Anthony Anderson
Sean Patrick Thomas
Eve
Michael Ealy
Troy Garity
Leonard Earl Howze
Keith David
Lahmard Tate
DeRay Davis
Cedric the Entertainer
Gênero comédia
Música Terence Blanchard
Cinematografia Tom Priestley Jr.
Edição John Carter
Estúdio State Street Pictures
Cube Vision
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
20th Century Fox (internacional)
Lançamento Estados Unidos 13 de setembro de 2002
Idioma inglês
Orçamento US$ 12 milhões
Receita US$ 77,063,924[1]
Cronologia
Último
Último
Beauty Shop
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Barbershop (Uma Turma do Barulho (título no Brasil) ) é um filme de comédia estadunidense de 2002 dirigido por Tim Story,[2] produzido pela State Street Pictures e lançado pela Metro-Goldwyn-Mayer em 13 de setembro de 2002. Estrelado por Ice Cube, Cedric the Entertainer, e Anthony Anderson, o filme gira em torno da vida social em uma barbearia no South Side de Chicago. Barbershop também tem no elenco a cantora Eve e Michael Ealy.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em um inverno frio, Calvin Palmer, Jr. (Ice Cube) decide que ele teve o suficiente de tentar manter aberta a barbearia de que seu pai entregou a ele. Ele não pode emprestar, as receitas estão caindo, e ele parece mais interessado em esquemas de enriquecimento rápido para trazer dinheiro fácil. Sem contar a seus empregados, ou os clientes, ele vende a barbearia para um agiota ganancioso, Lester Wallace (Keith David , que fica a cerca de seu futuro, anunciando planos para transformá-lo em um clube de striptease.

Depois de passar um dia de trabalho, e perceber o quão vital a barbearia é a comunidade do entorno, Calvin repensa sua decisão e tenta pegar a loja de volta - apenas para descobrir que Wallace quer o dobro de 20,000 dólares que pagou a Calvin para devolvê-lo, e antes das 07:00 da noite naquele dia. Logo depois, ele admite aos funcionários que ele vendeu a loja de barbeiro, e que seria o encerramento no final do dia, a polícia chega para prender um dos barbeiros, chamado Ricky (Michael Ealy). Ele é acusado de dirigir sua caminhonete em um mercado próximo para roubar um caixa eletrônico, mas é revelado que o ladrão do caixa eletrônico é JD (Anthony Anderson), um primo de Ricky, era na verdade a pessoa que cometeu o crime depois de tomar emprestado o caminhão de Ricky. Porque este é, potencialmente, Ricky é 'terceiro strike', uma lei americana que pune, de forma especialmente severa, o criminoso condenado pela terceira vez, ele pode ser condenado à prisão perpétua. Calvin usa os US $ 20.000, a partir de Lester, para socorrer Ricky fora da cadeia ainda Ricky está com raiva, pois acredita que Calvin o traiu.

Calvin revela que ele encontrou uma arma no armário de Ricky na barbearia e mostra a ele. Eles param o carro e Ricky joga a arma no rio, provando que ele não quer entrar em mais problemas. Em seguida, ambos vão ver Lester. Lester, assim como JD e Billy (Lahmard Tate) (que ainda estavam tentando roubar o caixa eletrônico a céu aberto) são confrontados com Calvin e Ricky. Eles exigem Lester dar a barbearia de volta. Lester fica furioso e ordena que seu guarda-costas Monk tirar a arma dele. A polícia chega a tempo de salvar Calvin e Ricky mas JD e Billy são presos. Calvin e Ricky vão ver o caixa eletrônico, e obter uma recompensa de US $ 50.000 para devolvê-lo à polícia. Eles recebem o dinheiro, e a barbearia reabre com ainda melhor negócio do que antes. Enquanto isso, a esposa de Calvin, Jennifer (Jazsmin Lewis), deu à luz um menino.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Produzido em um orçamento de US $ 12 milhões, Barbershop, com uma história de Mark Brown e com roteiro de Brown, Marshall Todd e Don D. Scott, foi filmado em Chicago durante o inverno de 2001. Os cineastas usaram uma loja na zona sul de Chicago comunidade (79th Street and Exchange Avenue) que já foi uma lavanderia para construir o conjunto de barbearia de Calvin, e o conjunto foi duplicada em um estúdio. Semelhante ao que ele conseguiu com seu filme de 1997 Soul Food, produtor George Tillman Jr. queria retratar afro-americanos sob uma luz mais positiva e tridimensional do que muitos outros filmes de Hollywood tinham no passado. Este filme também apresenta três canções originais do cantor/compositor de R&B Sherod Lindsey.

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu boas críticas. Rotten Tomatoes dá ao filme um "Fresh Certified" classificação e uma pontuação de 82%, com base em 124 comentários.[3] Metacritic dá ao filme uma pontuação média ponderada de 66% com base em opiniões de 29 críticos.[4]

Sequências e spin-offs[editar | editar código-fonte]

Em 2004, a MGM lançou a sequência, Barbershop 2: Back in Business. Todo o elenco original voltou, mas o diretor Tim Story não. Este filme foi dirigido por Kevin Rodney Sullivan. No mesmo ano, Billie Woodruff dirigiu um spin-off filme intitulado Beauty Shop, com Queen Latifah como protagonista (personagem de Latifah fez sua estréia em Barbershop 2). Beauty Shop foi empurrado para ser lançado no verão 2004, e finalmente chegou aos cinemas em fevereiro de 2005.

Durante o outono de 2005, a State Street e Ice Cube estreou Barbershop: The Serie no canal a cabo Showtime, com Omar Gooding assumindo o papel de Ice Cube, Calvin. O personagem "Dinka" é renomeado para "Yinka" em Barbershop: The Serie, como "Dinka" não é um nome nigeriano típico (embora uma certa tribo no cinturão meio da Nigéria ostentar o nome "Dimka"). Além disso, o sobrenome de Isaac é alterada de "Rosenberg" para "Brice", e o personagem Ricky foi substituído por um mais endurecido ex-presidiário, Romadal.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora contém música hip hop e da R&B e foi lançado em 27 de agosto de 2002 por Epic Records. Ele alcançou a posição #29 na Billboard 200 e #9 no Billboard R&B/Hip-Hop Albums.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]