Barra Mansa Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Barra Mansa
Escudo do Barra Mansa FC.jpg
Nome Barra Mansa Futebol Clube
Alcunhas Leão do Sul
Mascote Leão
Fundação 15 de novembro de 1908 (105 anos)
Estádio Leão do Sul
Capacidade 5.000 pessoas[1]
Presidente Brasil Olair Soares Peixoto
Treinador Brasil Luís Fernando
Material esportivo Brasil Ollé Sport
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca - Série B
Website http://www.barramansafc.com/
Kit left arm.png Kit body whitebow.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body whitebow.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Barra Mansa Futebol Clube é uma agremiação esportiva de Barra Mansa, no Estado do Rio de Janeiro, fundada a 15 de novembro de 1908.

Possui em seu site oficial mais informações sobre a condição atual do clube.

Equipe profissional do Barra Mansa em 2010

História[editar | editar código-fonte]

Suas cores são azul e branco. É considerado o primeiro time profissional do Brasil.

Profissionalizou-se em 1911, segundo alguns historiadores, sendo considerado pioneiro no País.

Em 1953 foi ano que clube conquistou a maioria de seus títulos mais importantes conquistou o Campeonato Fluminense, Super-Campeonato Fluminense, Torneio Início do Campeonato Fluminense e a Copa do Vale da Paraíba.

Em 1958 o clube conquistou pela segunda vez a Copa do Vale da Paraíba.

O zagueiro Márcio Costa, reforço em 2010

Nas décadas de 20 e 60, o clube era tido como um furacão nos gramados, ou como um verdadeiro Leão do Sul, que amedrontava os adversário. Nesse período, o Barra Mansa conquistou vários títulos, entre os quais, destacam-se o de campeão fluminense de 1953 e o de super-campeão fluminense também de 1953, organizados pela extinta Federação Fluminense de Desporto.

Em 1965 o clube conquistou pela terceira vez a Copa do Vale da Paraíba.

Em 1967 o clube conquistou pela quarto vez a Copa do Vale da Paraíba.

Nos anos 70 e 80, o clube passou totalmente em branco, mas foi na década de 90 que o Leão do Sul voltou a rugir. Em 1995, o Barra Mansa foi campeão do Módulo Intermediário do Campeonato Carioca. O regulamento do torneio previa que o campeão e o vice subissem para a elite do Futebol Carioca, mas por arbitrariedade da FFERJ tal façanha não foi permitida.

Em 1996, o clube obteve uma ótima campanha no Campeonato Estadual da 2ª Divisão, conquistando a vaga para o triangular final, juntamente com a Portuguesa e o Nova Iguaçu. Portuguesa (campeã) e Barra Mansa (vice) levaram a melhor e conquistaram o direito de decidir a vaga de acesso numa repescagem contra os dois últimos colocados da 1ª Divisão. Barra Mansa perdeu de 1x0 para o Madureira e não conseguiu o acesso.

Em 1996, o Barra Mansa foi pela primeira vez classificação para o Campeonato Brasileiro serie C.

Em 1997, o Barra Mansa ganhou primeira vez a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 1998, o Barra Mansa ganhou segunda vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Barra Mansa em 2012.jpg

Em 1999, o Barra Mansa ganhou terceira vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2000, o Barra Mansa ganhou quarta vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2001, o Barra Mansa ganhou quinta vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2002, o Barra Mansa ganhou sexta vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2003, o Barra Mansa ganhou sétima vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2004, o Barra Mansa ganhou oitava vez seguida a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2006, o o Barra Mansa ganhou nona vez a Copa Rio Sul de Futsal.

Em 2007, o Barra Mansa ganhou Copa Rio Sul de Futsal pela decima vez se tornando o maior campeão do torneio.

Em 2008, o Barra Mansa Futebol Clube retorna oficialmente às atividades. Com a ajuda de empresários e políticos, o clube disputa a 3ª Divisão do Campeonato Carioca para que, no ano do seu centenário, retorne às glórias de velhos tempos.

O clube já possuiu grande rivalidade com a Associação Atlética Barbará, da mesma cidade, e os jogos entre essas duas equipes já foram consideradas o "clássico" da cidade, marcado no entanto pelo respeito e um clima de amizade bom entre os clubes rivais. Esta rivalidade diminuiu com a decadência que os clubes enfrentaram na década de 80, em especial o Barbará que ainda hoje sofre para se reerguer.

Ultimamente a rivalidade maior do Barra Mansa é com o Volta Redonda Futebol Clube, da vizinha cidade, trazendo para o campo a rivalidade pré-existente forte entre os dois municípios e seus habitantes. Nas vezes em que se enfrentam, o clima de animosidade entre os clubes é evidente, bem diferente da cordialidade existente entre Barbará e Barra Mansa. É comum a discussão entre os torcedores dessas duas equipes nos fóruns sobre futebol sul-fluminense na internet, em especial no Orkut.

Em 2010, o clube consegue o acesso à Segunda Divisão ao ficar em segundo lugar no Campeonato Estadual da Terceira Divisão, perdendo o título para o Esporte Clube São João da Barra. Na categoria de Juniores, o Barra Mansa também é vice-campeão ao perder a final para o Serra Macaense Futebol Clube.

Em 2013,o Barra Mansa conquistou Copa Light de Futebol (sub 17) e vice campeão Copa Light de Futebol (sub 13).

Em 2014, o Barra Mansa Futebol Clube se sagrou campeão da Taça Santos Dumont, o I Turno do Campeonato Carioca da Segunda Divisão, e, assim, garantindo vaga antecipada ao Triangular Final do Campeonato.Diante do Olaria, o Barra Mansa foi da beira do caos à redenção, em um ciclo que se fecha com capricho: o título da Taça Santos Dumont, o primeiro turno da Série B do Campeonato Carioca. O empate por 2 a 2 na tarde deste sábado, no Leão do Sul, foi o último capítulo de uma história que não parecia nada boa para o time no início da competição, quando foi montado às pressas e enfrentou muitas dificuldades até para treinar, neste mesmo estádio.  

Estadio[editar | editar código-fonte]

Leão do Sul

Nome: Estadio Ismael Souza 

Apelido: Leão do Sul 

Gramado: Natural 

Capacidade: 5.000 

Local: Barra Mansa,RJ-Brasil     

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Campanhas de Destaque[editar | editar código-fonte]

  • Rio de Janeiro Vice campeão Estadual da Série C: 2010;
  • Rio de Janeiro Vice-campeonato Carioca da 2ª Divisão: 2 vezes - 1993 e 1996.  
  • Rio de Janeiro Vice-Campeonato Fluminense: 1955.  
  • Rio de Janeiro Vice-Supercampeonato Fluminense: 1955.  
  • Rio de Janeiro Vice da Copa Vale do Paraíba: 2 vezes - 1967 e 1968.  
  • Rio de Janeiro Vice-campeonato da Copa Zico (Copa da Integração): 2001.  
  • Rio de Janeiro Semi-finalista do Torneio do Interior (Copa Rio): 1995. 
  • Brasil Participação no Campeonato Brasileiro Série C: 1996.

Categoria de Base[editar | editar código-fonte]

Futsal[editar | editar código-fonte]

Artilheiro[editar | editar código-fonte]

1º - TIAGO AMARAL (2011-2013), com 28 gols.

2º - FERNANDO CAMARGO (2010-2011), com 22 gols.

3º - JEFERSON Silva (2012-2014), com 18 gols.

4º - RAFAEL LAURENÇO (2010-2014), com 17 gols.

5º - KAIKE (2009 e 2014), com 11 gols.

6º - VITINHO, P. V. O. Costa (2012 e 2014), com 11 gols.

 7º - RHOMULO, Yuri (2010), com 10 gols.

8º - BETINHO, C. H. J. Filho (2009-2010), com 10 gols.

9º - WELLYNGTON, Chaves (2011), com 9 gols.

10º - BAHIA, Dion (2012-2014), com 8 gols.

Jogos Importantes[editar | editar código-fonte]

Goytacaz 0x1 Barra Mansa. 3/7/1954.

Local: Campos, RJ.

Competição: Campeonato Fluminense.

Time - Zeca; Edgard e Moacir; Padeiro, Mizinho e Espíndola; Raimundinho, Edú, Zé Carlos, Russo e Pingo.

Importância: Decisão do torneio em que Barra Mansa se sagra supercampeão Fluminense de 1953.

Nova Iguaçu 0x1 Barra Mansa.16/3/1995.

Local: Louzadão, Nova Iguaçu, RJ.

Competição: 1ª Divisão do Campeonato Carioca (Módulo Intermediário).

Gol: Luis Fernando.

Importância: Barra Mansa conquista a vaga para a elite do futebol carioca.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

O ex-arqueiro Marco Cerdá

Elenco[editar | editar código-fonte]

Escudo do Barra Mansa FC.jpg
BARRA MANSA
Elenco
Goleiros
Magno
Laterais
Paulo Henrique, Brasinha e Vinicius
Zagueiros
Thiagão, Rômulo, Audren e Carlos Alberto
Volantes
Léo Silva e Sergio Manoel
Meias
Paulo Victor, Bahia, Rafael Lourenço e Rodriguinho
Atacantes
Kaíque, Jeferson, Rafael Maia
Técnico
Wilson Leite
Time Base
Magno; Brasinha, Thiagão, Carlos Alberto e Paulo Henrique; Sérgio Manoel, Léo Silva, Paulo Victor e Rafael Lourenço; Rafael Maia e Jeferson

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 325º
  • Pontuação: 1 ponto

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CBF.