Barra de Guabiraba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Guabiraba (desambiguação).
Barra de Guabiraba
  Município do Brasil  
Hino
Apelido(s) "Barra"
Gentílico guabirabense
Localização
Localização de Barra de Guabiraba em Pernambuco
Localização de Barra de Guabiraba em Pernambuco
Mapa de Barra de Guabiraba
Coordenadas 8° 25' 12" S 35° 39' 28" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes norte: Gravatá e Sairé, sul: Bonito (Pernambuco), leste: Cortês, e oeste: Bonito (Pernambuco).
Distância até a capital 117 km
História
Fundação 16 de janeiro de 1893
Aniversário 29 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Dr. Wilson (Solidariedade, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 114,216 km²
População total (estatísticas IBGE/2014[2]) 13 808 hab.
Densidade 120,9 hab./km²
Clima Tropical (As')
Altitude 482 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,577 baixo
PIB (IBGE/2012[4]) R$ 67 088 mil
PIB per capita (IBGE/2012[4]) R$ 5 139,28

Barra de Guabiraba é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, Barra de Guabiraba é formada apenas pelo distrito sede.

História[editar | editar código-fonte]

As terras onde se localiza hoje o município pertenciam ao sítio Guabiraba. O nucleamento do povoado ocorreu após a construção da capela de São João pelo proprietário do sítio, Manuel Laurentino dos Santos, em 1905. A fertilidade do solo, propício á cultura da cana-de-açúcar concorreu para o povoamento, que logo passou a contar com uma feira. Inicialmente o local foi denominado São João da Barra. O distrito de de Barra de São João foi criado pela lei municipal nº 59, de 25 de Junho de 1915. Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 9 de Dezembro de 1938, o distrito de Barra de São João passou a denominar-se Itapecó. Passou a denominar-se Guabiraba pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31 de Dezembro de 1943. Pertencia ao município de Bonito. Foi elevado à categoria de município com a denominação Barra de Guabiraba, pela lei estadual nº 3340, de 31 de Dezembro de 1958.

O topônimo atual deve-se às viagens do historiador Mário Melo, que deparando-se com uma frondosa guabiraba na confluência dos rios Sirinhaém e Bonito Grande, passou a denominar o local de Barra de Guabiraba.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 08º25'12" sul e a uma longitude 35º39'29" oeste, estando a uma altitude de 482 metros. Sua população estimada em 2010 era de 12.765 habitantes.

O relevo de Barra de Guabiraba faz parte da unidade das Superfícies Retrabalhadas, composta pelo mar de morros que antecede o Planalto da Borborema. A vegetação é composta por floresta subperenifólia, com partes de floresta hipoxerófila.

O município de Barra de Guabiraba encontra-se totalmente inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Sirinhaém e tem como principais tributários são o Rio Sirinhaém e os riachos Seco e Tanque de Piabas, todos de regime intermitente.

Economia[editar | editar código-fonte]

O município já foi um dos maiores produtores e exportadores de flores do estado.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.