Barragem de Vale do Gaio

From Wikipédia
Jump to navigation Jump to search
Barragem de Vale do Gaio
Ficheiro:Albufeira, Vale de Gaio - Portugal - panoramio (1).jpg
Localização
Município Alcácer do Sal, Setúbal
Bacia hidrográfica Rio Sado
Rio Rio Xarrama
Coordenadas 38°14'51.425"N, 8°17'42.770"W
Dados gerais
Uso Rega, Energia
Data de inauguração 1949
Características
Tipo Aterro, Terra e enrocamento
Altura 34 m
Cota de coroamento 44,5 m
Fundação Xistos, conglomerados e arenitos
Dados da albufeira
Capacidade total 63 Mio.
Capacidade útil 55 Mio.
Pleno armazenamento 40,5 m

A barragem de Vale do Gaio ou barragem Trigo de Morais localiza-se no concelho de Alcácer do Sal, distrito de Setúbal, Portugal. Situa-se no rio Xarrama. A barragem foi projectada em 1936 e entrou em funcionamento em 1949.[1][2]

Barragem[edit | edit source]

É uma barragem de aterro (terra e enrocamento). Possui uma altura de 51 m acima da fundação (34 m acima do terreno natural) e um comprimento de coroamento de 368 m (largura 6 m). O volume da barragem é de 636.000 m³. Possui uma capacidade de descarga máxima de 70 (descarga de fundo) + 1000 (descarregador de cheias) m³/s.[1][2]

Albufeira[edit | edit source]

A albufeira da barragem apresenta uma superfície inundável ao NPA (Nível Pleno de Armazenamento) de 5,5 (5,55)[2] km² e tem uma capacidade total de 63 Mio. m³; a capacidade útil é de 55 (58)[2] Mio. m³. As cotas de água na albufeira são: NPA de 40,5 metros, NMC (Nível Máximo de Cheia) de 42,5 metros e NME (Nível Mínimo de Exploração) de 11 metros.[1]

Central hidroeléctrica[edit | edit source]

A central hidroeléctrica é constituída por um grupo Kaplan com uma potência total instalada de 1,02 MW (alternador 1,30 MVA). A energia produzida em ano médio é de 1,2 (2,6)[1] Mio. kWh.[2]

Ligações externas[edit | edit source]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Barragem de Vale do Gaio

Referências

  1. a b c d Comissão Nacional Portuguesa das Grandes Barragens. «BARRAGEM DE VALE DO GAIO». Consultado em 30 de Janeiro de 2015 
  2. a b c d e Sistema de Informação do Regadio. «BARRAGEM DE VALE DO GAIO» (PDF). Consultado em 30 de Janeiro de 2015