Barthélemy d'Herbelot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Barthélemy d'Herbelot
Nome nativo Barthélemy d'Herbelot de Molainville
Nascimento 14 de dezembro de 1625
Paris
Morte 8 de dezembro de 1695 (69 anos)
Paris
Cidadania França
Alma mater Universidade de Paris
Ocupação escritor, professor
Empregador Collège de France
Bibliothèque orientale de Barthélemy d'Herbelot. Maastricht, 1776.

Barthélemy d'Herbelot de Molainville (Paris, 14 de dezembro de 1625 – † Paris, 8 de dezembro de 1695), foi um orientalista francês, nascido em Paris.

Foi educado em Paris em línguas orientais, o que o levou a uma viagem pela Itália para estabelecer contato com pessoas do Oriente. De volta à França conseguiu um cargo de intérprete do rei Luís XIV de França.

Viajou novamente à Itália, onde recebeu vários manuscritos orientais de Fernando II da Toscana. O Grão-Duque tentou fazer com que se radicasse na Itália a seu serviço, mas Barthélemy retornou à França, chamado por Jean-Baptiste Colbert. Em 1692 acedeu à cadeira de siríaco do Colégio de França.

Sua grande obra é a Biblioteca Oriental (Bibliotheque orientale, ou dictionnaire universel contenant tout ce qui regarde la connoissance des peuples de l'Orient), em cuja redação esteve ocupado quase toda sua vida. A base da obra é o monumental Dicionário Árabe de Katib Çelebi (1609-1657), com a adição de outros manuscritos turcos e árabes.

A Biblioteca foi publicada postumamente em 1697 por seu assistente, Antoine Galland, mais tarde famoso como o tradutor d'As Mil e Uma Noites.

Referências[editar | editar código-fonte]