Bartira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Mbicy (conhecida também por Bartira, Burtira ou Isabel Dias) foi uma índia, filha do cacique Tibiriçá com a índia Potira.[1] [2]

Após coabitar por quarenta anos, casou (celebração pelo padre Manuel da Nóbrega) com o português João Ramalho, nascido em Vouzela, Viseu, Beira Alta, Portugal e falecido aos 87 anos em São Paulo, em 1580.[3]

Desta união, nasceram filhos, cujos nomes cristãos eram André, Joana, Margarida, Francisco, Victorio, Antônio, Marcos, Jordão, Antônia Quaresma, Catarina e João[4] [5] ; os filhos também tinham nomes indígenas.[6]

De Bartira descendem muitos brasileiros brasileiros, espalhados pelo Brasil[7]

Descende de Bartira, por exemplo, Antônio de Sousa Neto (por parte de mãe), que veio a proclamar a República Rio-Grandense.[8]

E, também, a Rainha Sílvia da Suécia.[9]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Representações na cultura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.