Basílica do Bom Jesus (Braga)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Basílica do Bom Jesus
Estilo dominante Neoclássico
Arquiteto Carlos Amarante
Início da construção 1784
Fim da construção 1811
Diocese Arquidiocese de Braga
Sacerdote Jorge Ortiga
Património Nacional
Classificação Logotipo Imóvel de Interesse Público
Data 1970
DGPC 73927
SIPA 5694
Geografia
País Portugal
Cidade Braga
Coordenadas 41° 33' 17" N 8° 22' 38" O

A Basílica do Bom Jesus localiza-se no Santuário do Bom Jesus do Monte, na freguesia de Tenões, na cidade e concelho de Braga, distrito de mesmo nome, em Portugal. É um dos primeiros edifícios em estilo neoclássico no país.

A igreja foi elevada à categoria de basílica e a proclamação solene foi feita a 5 de julho de 2015.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Este templo foi projetado pelo arquiteto Carlos Amarante, por encomenda do então Arcebispo de Braga, D. Gaspar de Bragança, para substituir a anterior, erguida por D. Rodrigo de Moura Teles. As suas obras iniciaram-se a 1 de junho de 1784, tendo ficado concluídas em 1811.

Características[editar | editar código-fonte]

A basílica apresenta planta na forma de uma cruz latina.

A sua fachada é ladeada por duas torres, encimada por um frontão triangular. Aos lados da porta principal, em nichos, entre as colunas de seis metros de altura, encontram-se as estátuas dos profetas Jeremias e Isaías, com inscrições em latim. Ao centro, por cima do grande janelão encontram-se as armas de João VI de Portugal que, em 1822 concedeu ao santuário as mesmas honras e prerrogativas da Misericórdias.

O adro da basílica, também projetado por Amarante, apresenta oito estátuas que representam personagens que intervieram na condenação, paixão e morte de Jesus Cristo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Basílica do Bom Jesus (Braga)