Basílio Pina de Oliveira Seguro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Basílio Pina de Oliveira Seguro ComCOAComAGOIH (GuardaCascais, Estoril, 18 de Novembro de 2008) foi um militar do Exército Português, onde atingiu o posto de coronel de Infantaria, administrador colonial e político ligado ao Estado Novo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Entre outras funções, foi presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz (1958 a Agosto de 1961), governador do Distrito de Cabo Delgado, em Moçambique (1961 a 1969), governador civil do Distrito Autónomo de Ponta Delgada (6 de Agosto de 1970 a 18 de Fevereiro de 1974) e governador de Cabo Verde (Março a 25 de Abril de 1974).

Regressou a Portugal em 1969, onde passou à reserva. Integrou então os quadros da Administração Ultramarina, como inspector superior, sendo nomeado governador de Cabo Verde, cargo que exercia aquando do 25 de Abril de 1974, sendo em consequência exonerado por decreto da Junta de Salvação Nacional.[1]

O seu nome é recordado na toponímia duma povoação da Província de Cabo Delgado, chamada Basílio Seguro.

A 8 de Julho de 1952 foi feito Oficial da Ordem Militar de Avis, a 14 de Fevereiro de 1970 foi feito Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, a 30 de Abril de 1974 foi feito Comendador da Ordem Militar de Cristo e a 21 de Maio de 1985 foi elevado a Comendador da Ordem Militar de Avis.[2]

Notas

  1. «Decreto n.º 195/74, de 10 de Maio» (PDF). Diário da República 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Basílio Pina de Oliveira Seguro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 17 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.