Base Dulce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Base Dulce é uma suposta instalação subterrânea alienígena sob a cidade Archuleta Mesa, na fronteira Colorado-Novo México, perto da cidade de Dulce, Novo México, no Estados Unidos. As alegações de atividade alienígena surgiram do empresário de Albuquerque, Paul Bennewitz.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1979, Bennewitz se convenceu de que estava interceptando comunicações eletrônicas de naves espaciais alienígenas. Na década de 1980 acreditava que havia descoberto uma base subterrânea perto de Dulce. A história se espalhou rapidamente dentro da comunidade ufológica e, em 1990, o ufólogo John Lear alegou que tinha confirmações independentes da existência da base.

O cientista político Michael Barkun alega que durante a Guerra Fria as instalações subterrâneas de mísseis na área deram uma certa plausibilidade aos rumores, tornando a história da Base Dulce uma "lenda atraente" para a Ufologia, e que as alegações de experiências com abduzidos, guerra entre alienígenas e atuação da Força Delta sob a Base Dulce "é algo mais surreal do que qualquer relato de base alienígena subterrânea já descrito."

Especulações[editar | editar código-fonte]

De acordo com Paul Bennewitz, a Base Dulce seria ligada através de um túnel em Los Alamos, com o objetivo de conectar inúmeras outras instalações secretas subterrâneas, onde é feita a gestão de todo um complexo de metrô. De acordo com alguns ufólogos, a base realmente existe e é encoberta pelos militares. Seria uma central para o estudo de espécies exóticas, novos aviões de últimas gerações e aparelhos inovadores. Atualmente a existência dessa base é apenas uma questão de especulação. Não há nem fotos nem vídeos como prova de sua existência. Ufólogos argumentam abertamente que as tecnologias a laser seriam o resultado de uma cooperação entre humanos e alienígenas, mas entra nessa lista também, segundo eles, os transistores, microondas, plasma, entre outras.

Casos OVNIs e raptos[editar | editar código-fonte]

Antes da notoriedade do caso através de Paul Bennewitz, outros estudiosos destacaram muitos casos de avistamento de OVNIs. Os moradores ainda presenciaram casos de rapto e mutilação de gado. De acordo com alguns teóricos da conspiração, a Base Dulce seria uma daquelas instalações em que seriam levados os sequestrados.

Documentários[editar | editar código-fonte]

  • Base Dulce foi o tema de um episódio do History Channel no programa Caçadores de OVNIs / Hangar 1 - The UFO Files.[2]
  • Também foi destaque em um episódio da Teoria da Conspiração com Jesse Ventura.
  • Ancient Aliens Season 2, Episode 4, foi descrito em uma breve história da suposta Base Dulce e seu impacto sobre a Cultura Jicarilla
  • Base Dulce também foi destaque repetidas vezes na série Unsealed: Alien Files and Unsealed: Conspiracy Files

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Gregory J. Bishop, Project Beta: The Story of Paul Bennewitz, National Security, and the Creation of a Modern UFO Myth, Paraview Pocket Books, 2005; ISBN 0-7434-7092-3
  • Barkun, Michael (2003). A Culture of Conspiracy: Apocalyptic Visions in Contemporary America. [S.l.]: University of California Press. ISBN 0-520-23805-2 
  • Jerome Clark, The UFO Book: Encyclopedia of the Extraterrestrial, Visible Ink, 1998, ISBN 1-57859-029-9


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Michael Barkun (4 de maio de 2006). A Culture of Conspiracy: Apocalyptic Visions in Contemporary America. [S.l.]: University of California Press. pp. 111–. ISBN 978-0-520-24812-0. Consultado em 15 de abril de 2012. 
  2. «Underground Alien Bases. Premiere Date: 03/25/2009». UFO Hunters Episode Guide. History.com. Consultado em 15 de abril de 2012.