Basquetebol 3x3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Basquete 3x3 (pronunciado 3 por 3 ou 3x3), e anteriormente conhecido como FIBA 33, é uma versão formalizada do basquetebol de três por três.[1] É uma variante do basquetebol desenvolvida em campos exteriores de asfalto em cidades, nos Estados Unidos da América. Com mais de 250 milhões de jogadores por todo o mundo está entre os desportos recreativos mais jogados no Mundo. O 3x3 tornou-se um motor essencial do desenvolvimento do basquetebol. Esta variante do desporto está atualmente a ser promovida pelo corpo governamental a nível mundial, a FIBA, que começou o desenvolvimento em 2007. O formato foi primeiramente testado nos Jogos Asiáticos em Recinto Coberto de 2007, em Macau,[2] e foi introduzido a nível mundial nos Jogos Asiáticos da Juventude de 2009, em Singapura,[3] e fez a estreia competitiva mundial nas Olimpíadas da Juventude de 2010, também em Singapura.[4]

as Regras básicas[editar | editar código-fonte]

A FIBA publicou as regras oficiais do 3x3 a 2 de Junho de 2011, como suplemento às regras oficiais do basquetebol. As regras dizem que todas as situações não especificadas nas regras do 3x3.Erro de citação: Elemento de fecho </ref> em falta para o elemento <ref> e foi a Nova Zelândia que venceu. O desporto está a ser desenvolvido pelo director-desportivo da FIBA, Kosta Iliev[5] e é altamente apontado para se tornar um Desporto olímpico já em 2016.[6]

De acordo com Baumann, o entusiasmo pelo formato 3x3 na China está "para além da imaginação", e os torneios de FIBA 33 são realizados "quase todas as semanas" no Sudoeste asiático.[4]

A FIBA está igualmente a desenvolver um sistema de ranking mundial para o FIBA 3x3, estando a consultar as empresas tecnológicas, bem como professores de estatística de uma universidade no país da sede da FIBA (a Suíça). Como o 3x3 é uma versão cortada do jogo tradicional de basquetebol, tem um paralelo óbvio no Voleibol de praia, uma variante de exterior com dois jogadores por equipa do voleibol. Assim, a FIBA está em contacto regular com a entidade governativa do voleibol, a FIVB, para aprender acerca do desenvolvimento do voleibol de praia desde que a disciplina foi introduzida nas Olimpíadas de 1996.[4]

A FIBA vê o 3x3 como um grande veículo de promoção do jogo à volta do mundo. Como Baumann afirmou em 2008, "O conceito 3 por 3 tem todos os elementos e capacidades requeridas para o basquetebol, inspirou e continuará a inspirar alguns grandes jogadores no futuro. Ao mesmo tempo, é a mais fácil e uma das mais efectivas formas de trazer os mais jovens para o basquetebol, mantê-los e promover o nosso jogo. Por fim, o FIBA 3x3 pode e irá promover valores-chave educacionais e sociais para as próximas gerações.". Baumann espera também que o 3x3 seja adoptado nas Olimpíadas de Verão de 2016 ou de 2020.[4][7]

Referências

  1. «3x3 Overview». fiba.com. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  2. «IBA Asia - Iran claims Gold at FIBA 3 on 3». FIBA. FIBA. 5 de novembro de 2007. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  3. «PR N°13 - Youth Olympic Games: It's Singapore… and it's FIBA 33!» (Nota de imprensa). FIBA. 21 de fevereiro de 2008. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  4. a b c d «3-on-3 hoops game set to debut». ESPN. Associated Press. 13 de agosto de 2010. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  5. «3x3 - Kosta Iliev appointed as FIBA 3x3 Sports Director». FIBA. FIBA. 30 de junho de 2011. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  6. Thomas, Vincent. «3-on-3 basketball might become big time?». ESPN. Consultado em 20 de agosto de 2012 
  7. Press, Associated; Zillgitt, O'Toole, Jeff, Thomas (12 de agosto de 2012). «Could three-on-three join the Olympic lineup?». usatoday.com. Consultado em 20 de agosto de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]