Batalha de Boxtel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Boxtel
Primeira Coligação
The Combat of Boxtel 1794.jpg
Ilustração da Batalha de Boxtel, pintura de Francois Grenier.
Data 15 de setembro de 1794
Local Boxtel
Casus belli Tentativa dos aliados em derrubar Napoleão através da invasão pela região dos Flandres
Desfecho Derrubada do governo do República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos, implantação da República Batava, Estado Satélite de Napoleão Bonaparte
Beligerantes
 França  Grã-Bretanha
 Áustria
 Países Baixos

A batalha de Boxtel foi travada na província holandesa de Brabante do Norte em 15 de setembro de 1794, durante a Guerra da Primeira Coligação. Ele fazia parte da Campanha de Flandres de 1793-1794, em que as tropas britânicas, holandesas e austríacas tentaram lançar uma invasão da França através de Flandres. Ela é muitas vezes considerado mais notável pela presença de Arthur Wesley, que mais tarde tornaria-se Duque de Wellington.

A grande expedição aliada tinha planejado derrubar os revolucionários franceses ao invadir a França pelo norte através de Flandres em coordenação com outros ataques similares de diferentes direções. Essas forças tinham sido inicialmente bem sucedidas, mas sofreu um sério revés fora de Dunquerque e em 1794 estavam se retirando de volta para o norte, perseguido por um exército francês cada vez mais ressurgente. Em meados de setembro, os franceses encontraram-se com a retaguarda dos Aliados, perto da pequena cidade de Boxtel.

Os britânicos foram capazes de continuar sua retirada para o norte e, finalmente, chegaram à costa do Mar do Norte com sucesso, onde foram retiradas para a Grã-Bretanha em 1795. O francês pressionou Amsterdã e derrubou a República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos, substituindo-a por um estado satélite, a República Batava.