Batalha de Cable Street

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa comemorativa na rua Dock Street

A Batalha de Cable Street aconteceu no domingo, 4 de Outubro de 1936 na rua Cable Street no bairro East End de Londres. Foi um confronto entre a Polícia Metropolitana, protegendo a marcha de membros da União Britânica de Fascistas,[1] liderada por Oswald Mosley, e vários contra-manifestantes locais anti-fascistas, incluindo judeus locais, socialistas, anarquistas e grupos comunistas. A maioria de ambos os lados percorreram um longo caminho até o local do contronto. Mosley havia planejado enviar milhares de integrantes da União Britânica de Fascistas uniformizados como os Camisas Negras para marchar pelo East End, que na época tinha uma grande população judaica.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Os grupos antifascistas construíram barricadas em uma tentativa de impedir a marcha. As barricadas foram construídas perto da junção com Christian Street. Estima-se que 100.000 manifestantes antifascistas compareceram e foram confrontados por 6.000 policiais, que tentaram retirar as barricadas para permitir a marcha dos 2.000-3.000 fascistas.[2] Os manifestantes revidaram com pedaços de madeira, pedras, e outras armas improvisadas. Lixo, legumes podres e os conteúdos de penicos foram jogados contra a polícia por mulheres que viviam nas casas ao longo da rua. Após uma série de confrontos, Mosley concordou em cancelar a marcha para evitar derramamento de sangue. Os manifestantes da União Britânica de Fascistas foram dispersos em direção Hyde Park, enquanto os antifascistas se revoltaram com a polícia. Cerca de 150 manifestantes foram presos, embora alguns conseguiram escapar com a ajuda de outros manifestantes. Cerca de 175 pessoas ficaram feridas, incluindo policiais, mulheres e crianças.[3]

Pintura moderna que descreve os eventos da Batalha de Cable Street.

Referências[editar | editar código-fonte]

4. FOLET, Ken - Inverno do Mundo 2012 - pag. 199 - 219

Ligações externas[4][editar | editar código-fonte]

  1. "Cable Street: 'Solidarity stopped Mosley's fascists'".
  2. Jones, Nigel (2005). Mosley (Life &Times). [S.l.]: Haus. 114 páginas 
  3. Mike Brooke (30 December 2014). «Historian Bill Fishman, witness to 1936 Battle of Cable Street, dies at 93»  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Follett, Ken (2012). Inverno do Mundo. [S.l.]: Arqueiro. pp. 199 – 129