Batalha de Cabra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Batalha de Cabra foi um conflito que tomou lugar na região da actual Cabra, no sul da Península Ibérica, envolvendo dois estados islâmicos, a Taifa de Granada e a Taifa de Sevilha.

Cada uma das taifas era "ajudado" por cavaleiros do Reino de Castela sob o rei Afonso VI de Castela. O conflito resultou numa vitória para El Cid, que derrotou as forças invasoras do emir Abdalá ibne Bologuine de Granada e seus aliados cristãos liderados pelo conde Garcia Ordonhes.[1] El Cid capturou Ordonhes e os outros cavaleiros cristãos e manteve-os presos durante três dias até os libertar para regressarem a Castela.[2]

Depois deste conflito, na Batalha de Coria, Afonso VI derrotou o emir Mutavaquil de Badajoz.

Al-Mutawwakkil renunciou o controlo de Toledo, e um destacamento de Leão é estabelecido em Zorita, a este de Toledo.

Referências

  1. «Battles of Rodrigo Díaz de Vivar "el Cid"» 
  2. Chaytor, Henry John (1933). «Chapter 3: The Reconquest». A History of Aragon and Catalonia. London: Methuan. pp. 39–40