Batalha de Cerro Corá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Cerro Corá
Guerra do Paraguai ou Guerra da Tríplice Aliança
CHICO DIABO atravessando com uma lança Solano López (Semana Illustrada n 485, 27.03.1870).JPG
Chico Diabo atravessando com uma lança Solano López (Semana Illustrada nº 485, 27/03/1870).
Data 1º de Março de 1870
Local Cerro Corá, Paraguai
Desfecho Vitória brasileira, morte de Solano López
Beligerantes
Paraguai Paraguai Brasil Império do Brasil
Comandantes
ParaguaiSolano López Brasil José Antônio Correia da Câmara
Forças
450 4.500
Baixas
250 mortos, 3 canhoes. 155 mortos, 35 feridos, 5 canhoes.

A Batalha de Cerro Corá travou-se em 1º de março 1870 na elevação de mesmo nome, na cordilheira ao norte do Paraguai.

Última batalha da Guerra da Tríplice Aliança (1864-1870), enfrentaram-se, de um lado, 4.500 soldados aliados e, de outro, apenas 450 paraguaios.

O local da batalha constitui o Parque Nacional de Cerro Corá, distante cerca de 40 km de Pedro Juan Caballero, capital do Departamento de Amamby (fronteira com Ponta Porã - Brasil).

Os últimos a perecer foram o presidente e comandante-em-chefe Marechal Francisco Solano López e seu filho Panchito. O Filho de Solano López foi morto por soldados enquanto fugia com sua mãe, Elisa Alícia Lynch.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • DONATO, Hernâni. Dicionário das Batalhas Brasileiras. São Paulo: Editora Ibrasa, 1987.