Batalha de Changsha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Changsha
Segunda Guerra Sino-Japonesa
Battle of Changsha.jpg
Um soldado chinês lutando em Changsha, em janeiro de 1942.
Data 24 de dezembro de 194115 de janeiro de 1942
Local Changsha, Hunan
China continental
Desfecho Vitória chinesa
Beligerantes
Flag of the Republic of China.svg China Japão Japão
Comandantes
Flag of the Republic of China.svg Xue Yue War flag of the Imperial Japanese Army.svg Korechika Anami
Forças
300 000 120 000 soldados
600 peças de artilharia
200 aeronaves
Baixas
29 217 mortos ou feridos Fontes japonesas:
1 591 mortos
4 412 feridos[1]
Fontes chinesas:
56 000 mortos ou feridos[2]

A terceira Batalha de Changsha (24 de dezembro de 1941 – 15 de janeiro de 1942) foi a primeira grande ofensiva feita na China pelas forças do Império do Japão após suas ofensivas contra os Aliados Ocidentais ao final de 1941.[3]

O ataque japonês pretendia ocupar as forças chinesas e impedi-los de reforçar as tropas da Commonwealth britânica que lutava em Hong Kong. Quando esta cidade caiu, em 25 de dezembro, contudo, os japoneses decidiram continuar com sua ofensiva contra Changsha para maximizar as perdas infligidas ao governo chinês.[3]

A ofensiva em Changsha acabou sendo um fracasso para os japoneses, com os chineses os atraindo para uma batalha de atrito, os cercando e destruindo nas margens do rio Luoyang. Eventualmente, após sofrerem pesadas perdas, os japoneses bateram em retirada, marcando uma das primeiras grandes vitórias dos Aliados na Guerra do Pacífico.[3]

Referências

  1. Japanese Monograph No. 71, Army Operations in China pp. 76.
  2. 國防部:抗日戰史
  3. a b c Hsiung, James Chieh; Levine, Steven I. China's Bitter Victory: The War with Japan, 1937–1945.


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.