Batalha de Halen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Halen
Parte da(o) Batalha das Fronteiras da Primeira Guerra Mundial
Slag van Halen.jpg
Postal da época com o "fracasso da cavalaria alemã" em Halen
Data 12 de Agosto de 1914
Local Halen, Bélgica
Desfecho Vitória belga
Combatentes
 Bélgica Império Alemão Império Alemão
Líderes e comandantes
Bélgica Léon de White Império Alemão Georg Marwitz
Forças
2 850 soldados 6 000 soldados
Vítimas
160 mortos
320 feridos
150 mortos
600 feridos
300 capturados
Ao todo 310 mortos

A Batalha de Halen também conhecida como a Batalha dos Capacetes de Prata,[1](em neerlandês: Slag der Zilveren Helmen em francês: Bataille des casques d'argent)[nota 1] foi uma batalha de cavalaria no início da Primeira Guerra Mundial. Halen é uma pequena cidade comercial situada ao longo do eixo principal de avanço do exército imperial alemão, que fornecia um bom local para atravessar o rio Gete. A batalha teve lugar a 12 de Agosto de 1914 entre as forças alemãs, comandadas por Georg von der Marwitz, e as tropas belgas lideradas por Léon de Witte. O resultado dos confrontos foi uma vitória táctica belga, mas com pouco efeito no atraso da invasão da Bélgica pelos alemães.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Por analogia com a Batalhas das Esporas Douradas de 1302, que teve um papel importante na identidade cultural flamenga, esta batalha é conhecida como atalha dos Capacetes de Prata, pois foram deixados muito capacetes dos soldados da cavalaria alemã, Cuirassiers, no terreno de batalha.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Livros
Páginas da internet

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Halen
Portal A Wikipédia tem o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.