Batalha de Mărăşeşti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tropas da Romênia em Mărăşeşti em 1917.

A Batalha de Mărăşeşti (6 de agosto de 1917 - 8 de setembro de 1917) foi a última grande batalha entre o Império Alemão e o Reino da Romênia na frente romena durante a Primeira Guerra Mundial. A Romênia foi ocupada principalmente pelos Poderes Centrais, mas esta batalha manteve a região nordeste do país livre da ocupação.[1][2]

Esta foi a batalha mais importante já travada pelo exército romeno, uma vez que conseguiu impedir completamente a pretendida invasão de Mackensen à Moldávia.[3] Mackensen interrompeu o ataque em 3 de setembro para transferir tropas para a frente italiana. Os alemães avançaram 6–7 km (3,7-4,3 milhas) ao longo de uma frente de 30 km (18,6 milhas), mas com grande custo e sem atingir nenhum dos objetivos principais. As baixas alemãs (mortos, feridos e desaparecidos) somaram cerca de 60.000 homens, enquanto as vítimas romenas chegaram a 27.000.[4]

Referências

  1. «Bătălia de la Mărăşeşti, pe unde nu se trece!» 
  2. «Legenda Ecaterinei Teodoroiu: Ce spun Arhivele Militare» 
  3. Ian V. Hogg, Scarecrow Press, 15 de Setembro de 2009, The A to Z of World War I, p. 128
  4. Keith Hitchins, Clarendon Press, 1994, Rumania 1866-1947, p. 269
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.