Batalha de Meca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A cidade de Meca em 1910.

Batalha de Meca foi um conflito na cidade sagrada do Islã de Meca em junho e julho de 1916, durante a Primeira Guerra Mundial. Em 10 de junho, Huceine ibne Ali, Xarife de Meca, líder do clã dos haxemitas, iniciou uma revolta contra o califado otomano desta cidade. A Batalha de Meca fez parte da Revolta Árabe.[1]

A batalha foi o começo do fim do Império Otomano e era o começo de um Reino Hachémita cuja capital era Meca e gradualmente expandiu-se para o norte. Esta batalha deixou cicatrizes profundas no Oriente Médio. Os Estados árabes ficaram sob forte influência europeia, enquanto o califado otomano terminou e a Palestina passou para o domínio britânico, levando à eventual existência do Estado de Israel. O Xarife de Meca foi detido pelo rival Ibn Saud e seu sonho de um Estado árabe que se estenderia do Iêmen até a Síria permaneceu não realizado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Spencer C. Tucker, Arab Revolt (1916-1918), The Encyclopedia of World War I, ABC-CLIO, 2005, ISBN 1-85109-420-2, page 117.
Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.