Batalha do Cabo Esperança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Batalha do Cabo Esperança
Guerra do Pacífico
AobaEsperance.jpg
Imagem do cruzador japonês Aoba, muito danificado, que procede ao desembarque de membros da tripulação mortos e feridos perto de Buin, Bougainville e ilhas Shortland poucas horas depois da batalha, a 12 de Outubro de 1942
Data 11-12 de Outubro de 1942
Local Perto do Cabo Esperança, ilha Savo, Guadalcanal
Desfecho Vitória dos Estados Unidos
Beligerantes
 Estados Unidos
Flag of Japan (1870–1999).svg Império do Japão
Comandantes
Norman Scott Aritomo Gotō
Takatsugu Jōjima
Forças
4 cruzadores
5 contratorpedeiros
3 cruzadores
2 contratorpedeiros
comboio de reforço (sem intervenção directa na batalha: 6 contratorpedeiros; 2 porta-hidroaviões)
Baixas
1 contratorpedeiro afundado
1 cruzador danificado
1 contratorpedeiro danificado
163 mortos[1]
1 cruzador afundado
3 contratorpedeiros afundados
1 cruizador danificado
341–454 mortos
111 capturados[2]

A Batalha do Cabo Esperança, também conhecida como a Segunda batalha da ilha de Savo ou como Batalha naval da ilha de Savo (サボ島沖海戦, Sabo-tō Oki Kaisen) segundo fontes japonesas, ocorreu entre os dias 11 de Outubro e 12 de Outubro de 1942, e foi uma batalha naval da Guerra do Pacífico da Segunda Guerra Mundial, entre a Marinha Imperial Japonesa e a Marinha dos Estados Unidos.[3] A batalha foi a terceira dos cinco maiores confrontos navais durante a Batalha de Guadalcanal, e teve lugar na entrada do estreito formado entre a ilha Savo e Guadalcanal, nas ilhas Salomão.

Na noite do 11 de Outubro, as forças navais japonesas na área das Ilhas Salomón, sob o comando de Gun'ichi Mikawa, enviaram um importante comboio de provisões e reforços às suas forças em Guadalcanal. O comboio consistiu em dois porta-hidroaviões e seis contratorpedeiros, e seu envio foi ordenado pelo contra-almirante Takatsugu Jōjima. Ao mesmo tempo, mas numa operação separada, três cruzadores pesados e dois contratorpedeiros comandados pelo contra-almirante Aritomo Gotō, tentavam bombardear o aeródromo dos aliados em Guadalcanal (chamado pelos aliados "Campo Henderson"), com o objectivo de destruir os aviões e as instalações da base aérea.

Pouco antes da meia-noite do dia 11 de Outubro, quatro cruzadores e cinco contratorpedeiros norte-americanos, liderados pelo contra-almirante Norman Scott, interceptaram a frota japonesa nas proximidades da ilha de Savo, perto de Guadalcanal. Apanhando os japoneses de surpresa, os navios de guerra de Scott afundaram um dos cruzadores e um dos contratorpedeiros inimigos, danificaram seriamente outro cruzador, e feriram mortalmente Gotō, forçando a restante frota japonesa a abandonar sua missão de bombardeio e a fugir. Durante a troca de fogo, um dos contratorpedeiros de Scott foi afundado, enquanto um cruzador e outro contratorpedeiro sofreram importantes danos. Entretanto, o comboio de provisões japonês conseguiu fazer desembarcar a sua carga em Guadalcanal e deu início à sua viagem de volta sem ser descoberto pela frota de Scott. Posteriormente, na manhã de 12 de Outubro, quatro contratorpedeiros japoneses do comboio de provisões regressaram para assistir, na sua retirada, navios de guerra danificados de Gotō. Os ataques aéreos dos aviões norte-americanos de Campo Henderson afundaram dois desses contratorpedeiros, mais tarde, nesse mesmo dia.

Apesar da vitória de Scott, a batalha teve poucas consequências estratégicas imediatas. Apenas duas noites depois, dois couraçados japoneses bombardearam, e quase destruíram, o Campo Henderson, e mais reforços japoneses foram desembarcados com sucesso na ilha.

Referências

  1. Frank, Guadalcanal, p. 310. Boise- 107, Duncan- 48, Salt Lake City- 5, e Farenholt- 3.
  2. Frank, Guadalcanal, p. 309. Frank regista os mortos japoenes como:: Furutaka- 258, Aoba- 79, Fubuki- 78 (com 111 capturados), Murakumo- 22, e Natsugumo- 17. Hackett refere que 80 foram mortos no Aoba, incluindo Gotō, e 33 mortos e 110 desaparecidos no Furutaka.
  3. Office of Naval Intelligence (1943). «The Battle of Cape Esperance 11 October 1942». Combat Narrative. Publications Branch, Office of Naval Intelligence, United States Navy. Consultado em 17 de maio de 2006. Cópia arquivada em 13 de maio de 2006 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

Adicional[editar | editar código-fonte]

  • Boehm, Roy (8 de março de 1999). «Blood In The Water». Newsweek. Consultado em 14 de junho de 2009 
  • Hone, Thomas C. (1981). «The Similarity of Past and Present Standoff Threats». Proceedings of the U.S. Naval Institute (Vol. 107, No. 9, September 1981). Annapolis, Maryland. pp. 113–116. ISSN 0041-798X{{{2}}} 
  • Hornfischer, James D. (2011). Neptune's Inferno: The U.S. Navy at Guadalcanal. [S.l.]: Random House. ISBN 0-553-80670-X 
  • Kilpatrick, C. W. (1987). Naval Night Battles of the Solomons. [S.l.]: Exposition Press. ISBN 0-682-40333-4 
  • Lacroix, Eric; Linton Wells (1997). Japanese Cruisers of the Pacific War. [S.l.]: Naval Institute Press. ISBN 0-87021-311-3 
  • Langelo, Vincent A. (2000). With All Our Might: The WWII History of the USS Boise (Cl-47). [S.l.]: Eakin Pr. ISBN 1-57168-370-4 
  • Lundstrom, John B. (2005). First Team And the Guadalcanal Campaign: Naval Fighter Combat from August to November 1942 New ed. [S.l.]: Naval Institute Press. ISBN 1-59114-472-8 
  • Miller, Thomas G. (1969). Cactus Air Force. [S.l.]: Admiral Nimitz Foundation. ISBN 0-934841-17-9 
  • Parkin, Robert Sinclair (1995). Blood on the Sea: American Destroyers Lost in World War II. [S.l.]: Da Capo Press. ISBN 0-306-81069-7 
  • Poor, Henry Varnum; Henry A. Mustin & Colin G. Jameson (1994). The Battles of Cape Esperance, 11 October 1942 and Santa Cruz Islands, 26 October 1942 (Combat Narratives. Solomon Islands Campaign, 4–5). [S.l.]: Naval Historical Center. ISBN 0-945274-21-1 
  • Morris, Frank Daniel (1943). "Pick out the biggest": Mike Moran and the men of the Boise. [S.l.]: Houghton Mifflin Co 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Batalha do Cabo Esperança


Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.