Baterias de Vila Bela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Baterias de Vila Bela
Plano da capital de Vila Bela do Mato Grosso
Construção D. Maria I (1778)
Aberto ao público Não

As Baterias de Vila Bela localizavam-se na Vila Bela da Santíssima Trindade, no estado de Mato Grosso, no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Na foz do rio Alegre, constituíam-se em duas baterias, uma artilhada com seis peças e outra com apenas quatro, erguidas para defesa da capital da Capitania do Mato Grosso (GARRIDO, 1940), em 1778, por determinação do Governador e Capitão-general Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres (BARRETTO, 1958:305).

Ambas eram ligadas por uma cortina, atirando à barbeta, flanqueando um cais fluvial de 300 metros de extensão, que era "simultaneamente embarcadouro, dique às enchentes do rio, logradouro público e defesa da capital". São descritas, a primeira como localizada "à esquerda do local de desembarque, num abarrancado por trás da Capela de Santo Antônio; a outra no sítio denominado Porto do Tucun, e que defendia a cidade quase à foz do Alegre." (GARRIDO, 1940).

A povoação foi visitada pela expedição de Alexandre Rodrigues Ferreira (1783-1792).

Com a transferência da sede do governo para Cuiabá (1820), as baterias perderam a sua função estratégica, deixando de existir (GARRIDO, 1940).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BARRETO, Aníbal (Cel.). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1958. 368p.
  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • LEVERGER, Augusto (Almte.). Apontamentos para o Diccionário Chorografico da Província do Mato Grosso. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVII, Partes I e II, 1884. p. 307-504.
  • MENDONÇA, Marcos Carneiro de. "O Caminho do Mato Grosso e as Fortficações Pombalinas da Amazônia". RIHGB, Rio de Janeiro, vol. 251, abr/jun de 1961, p. 3-32, mapas.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.