Baylisascaris procyonis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Baylisascaris procyonis é um nematóide encontrado de forma ubíqua em guaxinins, os hospedeiros definitivos. Nomeado conforme H. A. Baylis, que os estudou nas décadas de 1920 e 1930, e do grego askaris (verme intestinal).[1] Larvas de Baylisascaris em hospedeiros paratênicos podem migrar, causando larva migrans visceral. A Baylisascaríase como infecção zoonótica em humanos é rara, embora extremamente perigosa devido à capacidade das larvas do parasita migrarem para o tecido cerebral e causar danos. A preocupação com a infecção humana tem vindo a aumentar ao longo dos anos devido à urbanização das zonas rurais, resultando no aumento da proximidade e potencial de interação humana com guaxinins.[2]

Referências

  1. Carol Snarey (novembro de 2010). «Etymologia: Baylisascaris». Emerg Infect Dis. 16 (11): 1819. PMC 3294543Acessível livremente. doi:10.3201/eid1611.ET1611 
  2. Drisdelle R. Parasites. Tales of Humanity's Most Unwelcome Guests. [S.l.]: Univ. of California Publishers, 2010. p. 189f. ISBN 978-0-520-25938-6