Beat Beleza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Beat Beleza
Álbum de estúdio de Ivete Sangalo
Lançamento 12 de dezembro de 2000
Gravação Julho – Agosto de 2000
(Estúdio Ilha dos Sapos, Salvador, Bahia)
Gênero(s)
Duração 53:33
Idioma(s)
Formato(s)
Gravadora(s) Universal
Produção Alexandre Lins
Cronologia de Ivete Sangalo
Ivete Sangalo
(1999)
Festa
(2001)
Singles de Beat Beleza
  1. "Pererê"
    Lançamento: 7 de dezembro de 2000
  2. "A Lua Q Eu T Dei"
    Lançamento: 20 de março de 2001
  3. "Bug, Bug, Bye, Bye"
    Lançamento: 3 de agosto de 2001
  4. "Empurra-Empurra"
    Lançamento: 28 de setembro de 2001

Beat Beleza é o segundo álbum de estúdio da cantora baiana Ivete Sangalo, lançado em 12 de dezembro de 2000. Produzido por Alexandre Lins, o álbum foi gravado entre julho e agosto de 2000 nos estúdios Ilha dos Sapos, em Salvador, Bahia. Seus grandes sucessos foram as canções "A Lua Q Eu Te Dei" (incluída na trilha sonora da novela Porto dos Milagres, da Rede Globo), "Pererê", "Bug, Bug, Bye, Bye" e "Empurra-Empurra".

Também se destacam as canções "Me Deixe em Paz" (versão de "Can You Ready My Mind", do cantor estadunidense Brian McKnight), "Postal" (regravação do cantor Cassiano), "Tanta Saudade" (composição de Djavan e Chico Buarque) e "Balanço Black" (com a participação de Gilberto Gil). O álbum vendeu mais de 240 mil cópias, além de ter sido indicado ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro".

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso do primeiro álbum solo, Ivete Sangalo (1999), que extraiu os sucessos "Canibal" e "Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim", com a última se tornando a canção mais tocada em 2000,[1] além de ter sido indicado ao Grammy Latino de 2000, na categoria "Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro",[2] Ivete entrou em estúdio em julho de 2000 para gravar o seu segundo álbum de estúdio. As gravações ocorreram nos estúdios Ilha dos Sapos, e terminaram no mês seguinte, em agosto do mesmo ano.[3]

Estilo e canções[editar | editar código-fonte]

O álbum conta com as participações de Herbert Vianna (esquerda) em "A Lua Q Eu T Dei" (na composição e nas guitarras) e Gilberto Gil (direita) em "Balanço Black".

Para Beat Beleza, Ivete se inspirou em diversos estilos, como axé, samba, reggae, forró, maracatu, baião, salsa, merengue, pop e MPB.[4] A música de abertura é "Me Deixe em Paz", uma versão para a canção "Can You Read My Mind", do cantor norte-americano Brian McKnight,[4] que na versão em português une R&B e "axé."[5] A canção seguinte, "Tanta Saudade", composta por Djavan e Chico Buarque[4], foi gravada originalmente por Djavan para a trilha sonora do filme "Para Viver um Grande Amor" (1983), protagonizado pelo próprio cantor.[6] "Pererê" é a primeira faixa que tem fortes influências do axé music,[4][5] seguido de "Rosa Roseira", que foi considerada uma homenagem à Elba Ramalho.[5]

"Bug Bug Bye Bye" traz elementos de reggae, já "A Lua Q Eu Te Dei" é mais uma contribuição de Herbert Vianna — autor do hit "Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim" — do primeiro álbum da cantora.[4] A cantora também conta com a colaboração de Gilberto Gil em "Balanço Black"[4], parceira de Cassiano com Chiclete e André Fanzine, misturando funk e ax´w.[5] Ivete também regrava "Postal", faixa de Cassiano, que entraria em seu primeiro álbum, mas que ficou de fora.[7] A versão da canção traz elementos de jazz, com um arranjo que arrola vibrafone e baixo acústico.[5] Enquanto "Vira-Vira" é um samba, "Meu Abraço" é uma balada soul, parceria de Ivete e Marquinhos Carvalho.[5]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 2.5 de 5 estrelas.[8]
CliqueMusic 1 de 5 estrelas.[5]

O álbum recebeu críticas mixadas da maioria dos críticos. O site Allmusic deu ao álbum 2.5 de 5 estrelas,[8] enquanto Silvio Essinger do CliqueMusic deu apenas 1 de 5 estrelas.[5] Silvio começou a avaliação dizendo que, "Assim como Daniela Mercury fez no disco 'Sol da Liberdade', Ivete foi à procura de saídas para o esgotamento do axé, ao mesmo tempo em que continua a acenar para os eternos foliões de um carnaval sem época," afirmando que em Beat Beleza, "ela atira em várias direções."[5] Silvio disse que o dueto com Gilberto Gil, "é funk-axé com nada demais", mas apreciou as faixas "Postal" e "Meu Abraço", dizendo que na primeira, "a cantora surpreende, com toda a interpretação cool que lhe é possível," e a segunda, "é uma boa balada, outro momento de classe, quase Marisa Monte, mas afirma que em "A Lua Q Eu Te Dei", "A a suavidade permanece, mas sem grande surpresa vocal," chamando-a de "a faixa mais óbvia do disco."[5]

Recepção comercial e indicações[editar | editar código-fonte]

Em 2000, o álbum recebeu seu primeiro certificado de ouro, significando vendas superiores a 100 mil cópias. Já em 2001, o álbum recebeu outro certificado de ouro, somando mais de 200 mil cópias.[9] O álbum chegou a marca de 240 mil cópias.[10]

Apesar de receber críticas mixadas, o álbum conseguiu ser indicado ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro", sendo o segundo álbum consecutivo da cantora a ser indicado na mesma categoria.[11] O álbum perdeu para "Memórias, Crônicas e Declarações de Amor" de Marisa Monte.[12]

Singles[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do álbum, "Pererê", foi lançado em dezembro de 2000. A canção não foi tão bem nas paradas de sucesso, alcançando apenas a posição de número 44.[13] Devido a isso, não foi feito um videoclipe para a canção.

O segundo single do álbum, "A Lua Q Eu Te Dei", foi lançado no início de março de 2001, após o carnaval. Para alavancar as vendas do álbum, um videoclipe foi feito para a canção. A canção fez mais sucesso que "Pererê", alcançando a posição de número 13, em maio.[13] A canção também entrou na trilha sonora da novela "Porto dos Milagres" da Rede Globo.[14]

O terceiro single do álbum, "Bug, Bug, Bye, Bye", foi lançado agosto de 2001, e alcançou a posição de número 41, no mês seguinte, se tornando mais bem-sucedida que "Pererê".[13]

"Empurra-Empurra" foi lançada como quarto single.

Outros singles[editar | editar código-fonte]

"Beat Beleza" foi lançada como um single promocional em outubro de 2000, conseguindo alcançar a posição de número 54 nas paradas de sucesso.[13]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Me Deixa em Paz (Can You Read My Mind)"  
4:20
2. "Tanta Saudade"   3:53
3. "Pererê" (Citação musical: Saci)
  • Augusto Conceição
  • Chiclete
  • Guto Graça Mello
3:18
4. "Rosa Roseira"  
  • Alain Tavares
  • Gilson Babilônia
3:20
5. "Bug, Bug, Bye, Bye"  
  • Chiclete
  • Conceição
  • Rayala
4:07
6. "A Lua Q Eu T Dei"  Herbert Vianna 3:31
7. "Balanço Black" (com a participação de Gilberto Gil)
3:57
8. "Postal"  Cassiano 4:43
9. "Beat Beleza"  
  • Bogham Costa
  • Rubem Tavares
3:59
10. "Vira, Vira"  
  • Gal Sales
  • Paulo Jorge
  • Pierre Onasis
  • Roberto Ramos
3:42
11. "Quer Que Eu Vá"  
  • João Paulo
  • Juliana Montal
  • Leo Bitt Bitt
3:49
12. "Meu Abraço"  
  • Marquinhos Carvalho
  • Sangalo
3:55
13. "Romance Muito Louco"  
  • Jamoliva
  • Joccylee
  • Silvio Almeida
3:50
14. "Empurra-Empurra"  
  • Babilônia
  • Tavares
2:59
Duração total:
53:33

Certificação[editar | editar código-fonte]

País Certificador Certificação Vendas
 Brasil ABPD 2× Ouro[9] 240.000+[10]

Referências

  1. «Caetano Veloso e Ivete Sangalo são indicados para maiores prêmios do Grammy Latino». Folha de S. Paulo. 7 de julho de 2000. Consultado em 20 de dezembro de 2013 
  2. «Ôba! Kid Vinil volta ao rádio». Folha de S. Paulo. 30 de dezembro de 2000. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  3. (2000) Créditos do álbum Beat Beleza por Ivete Sangalo, pg. 10. Universal Music.
  4. a b c d e f «Folha da Região: Gôndola». Folha da Região. 10 de janeiro de 2001. Consultado em 21 de dezembro de 2013 
  5. a b c d e f g h i j Silvio Essinger (2000). «Cliquemusic: Disco: Beat Beleza». CliqueMusic. Consultado em 9 de Setembro de 2012 
  6. «PARA VIVER UM GRANDE AMOR - Trilha Sonora do Filme». Cliquemusic. Consultado em 21 de dezembro de 2013 
  7. Janaína Lima (8 de fevereiro de 1999). «Ivete está mais animada agora que está solo». JC Online. UOL. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  8. a b «Ivete Sangalo - Beat Beleza | Allmusic». Consultado em 9 de Setembro de 2012 
  9. a b «Ivete Sangalo Certificação - Ivete Sangalo». ABPD. Consultado em 26 de julho de 2015 
  10. a b «Ivete Sangalo, 40 anos: relembre a trajetória da cantora». IG. Consultado em 5 de maio de 2012 
  11. «Ivete Sangalo agora é cidadã pernambucana». Carnasite. 19 de julho de 2001. Consultado em 22 de dezembro de 2013 
  12. «Lista completa de los ganadores a los premios Grammy Latinos». Semana. 13 de agosto de 2001. Consultado em 22 de dezembro de 2013 
  13. a b c d «Hot 100 Brasil» (PDF). Consultado em 2 de outubro de 2013 
  14. «Porto dos Milagres - Allmusic». Allmusic. Consultado em 22 de dezembro de 2013