Beatriz Milhazes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beatriz Milhazes
Nome completo Beatriz Ferreira Milhazes
Nascimento 1961[1]
Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Ocupação Artista Plástica
Influências
Principais trabalhos Te Quiero, 1992; Paz e Amor, 1995; O Buda, 2000; Beleza Pura, 2006
Movimento estético Contemporâneo; Geração 80

Beatriz Milhazes (Rio de Janeiro, 1961)[1][2][3] é uma artista plástica brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ingressou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV) em 1980, onde estudou até 1983 e atuou como professora de pintura até 1996.

Beatriz Milhazes concluiu a sua graduação em Comunicação Social na Faculdade Hélio Alonso, aos 21 anos no Rio de Janeiro, em 1981.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sua trajetória nas Artes Plásticas começou em 1980 ao ingressar na Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage, onde, mais tarde, passou a ser professora e a coordenar atividades culturais.[4]

A artista cursou gravura em metal e linóleo no Atelier 78, com Solange Oliveira e Valério Rodrigues, de 1995 a 1996.[4] Em 1997, participou do livro" As Mil e Uma Noites à Luz do Dia" : Sherazade Conta Histórias Árabes, de Katia Canton, com suas ilustrações.[4]

Técnica[editar | editar código-fonte]

A sua obra artística é focada, principalmente, na pintura; mas desenvolve trabalhos no campo da colagem, no da gravura, no da cenografia e em projetos para espaços específicos. Também realizou ilustrações para livros - como as do livro “1001 Noites à Luz do Dia - Sherazade conta histórias árabes", de Katia Canton; e projetos gráficos para editoriais de revistas e jornais.

Sua pintura mescla procedimentos do Pop art com referências ao artesanato brasileiro e ao universo feminino.[5]

Obras selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • “Paz e Amor” (1992)
  • "Gavião e Passarinhos" (1998)
  • "Os pares" (1999)
  • "Batulada" (1999)
  • O Selvagem" (1999)
  • "O Mágico" (2001)
  • "O Caipira" (2004)
  • “Beleza Pura" (2006)
  • "Pierrot e Colombina" (2009)

Referências

  1. a b Adriano Pedrosa (1 de setembro de 2004). «Tropical fusion» (em inglês). TATE. Consultado em 15 de julho de 2016. Born in Rio de Janeiro in 1961(...) 
  2. Mondadori Electa (2012). Beatriz Milhazes: Snow in the Tropics. Antique Collectors Club Limited. ISBN 978-88-370-8756-2.
  3. «BEATRIZ MILHAZES» (em inglês). Stephen Friedman Gallery. Consultado em 15 de julho de 2016 
  4. a b c d Secretaria de Estado de Cultura do Espírito Santo. Maes recebe exposição da artista plástica Beatriz Milhazes, nesta terça, acesso em 2 de junho de 2010
  5. Daniel Piza (2012). Dez anos que encolheram o mundo: 2001-2010. Leya. p. 83. ISBN 85-8044-171-4.