Beatriz de Castela (1293–1359)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras rainhas com o mesmo nome, veja Beatriz de Castela.
Beatriz de Castela
Infanta de Castela e Leão
Rainha de Portugal
A segunda Beatriz de Castela, rainha de Portugal.
Beatriz de Castela, Ilustração de António de Holanda
Consorte Afonso IV de Portugal
Casa Borgonha-Castela
Nascimento 1293
  Toro, Reino de Castela
Morte 25 de outubro de 1359 (66 anos)
  Lisboa, Portugal
Enterro Sé de Lisboa
Pai Sancho IV de Leão e Castela
Mãe Maria de Molina

Beatriz de Castela[1] (Toro, 8 de março de 1293 - Lisboa, 25 de outubro de 1359) foi uma infanta do Reino de Castela e Leão e rainha de Portugal entre 1325 e 1357.

Era filha do rei Sancho IV de Leão e Castela com Maria de Molina. Teve seis irmãos, entre os quais o rei Fernando IV de Castela, e Isabel, esposa de Jaime II de Aragão e depois de João III, duque da Bretanha.

Em 12 de setembro de 1309 casou-se com o herdeiro do trono português, o qual ascendeu ao poder em 1325 como D. Afonso IV.

As rainhas de Portugal contaram, desde muito cedo, com os rendimentos de bens, adquiridos, na sua grande maioria, por doação. Esta rainha D. Brites (Beatriz) recebeu em doação a vila de Viana do Alentejo. De D. Dinis recebeu, como dote, Évora, Vila Viçosa, Vila Real, Gaia e Vila Nova, estas duas últimas trocadas por Sintra em 1334. Dispunha ainda de herdades em Santarém e da lezíria da Atalaia (1337) e, através de mercê do seu filho D. Pedro, de Torres Novas (1357).

Descendência[editar | editar código-fonte]

Do seu casamento com D. Afonso IV de Portugal cognominado "o Bravo", sétimo rei de Portugal, nascido em Lisboa a 8 de fevereiro de 1291 e falecido na mesma cidade a 28 de maio de 1357, filho que foi do rei D. Dinis I de Portugal e de sua mulher a Rainha Santa Isabel, princesa de Aragão, nasceram:

  1. Maria de Portugal (Coimbra, 1313 - Évora, 1357), casada em 1328 na localidade de Sabugal, Alfaiates com o rei Afonso XI de Castela, (13 de agosto de 1311 - 26 de março de 1350) a «Fermosíssima Maria» referida por Luís de Camões n'Os Lusíadas.
  2. Afonso de Portugal (Coimbra, Penela, 1315), nado-morto à nascença.
  3. Dinis de Portugal (12 de janeiro de 1317-1318), morreu na infância.
  4. Pedro I de Portugal (Coimbra, 8 de abril de 1320- Évora, Estremoz de 1367), sucessor do pai no trono português.
  5. Isabel de Portugal (21 de dezembro de 1324 - 11 de julho de 1326), morreu na infância.
  6. João de Portugal (23 de setembro de 1326 - 21 de julho de 1327), morreu na infância.
  7. Leonor de Portugal (Coimbra, 1328 - Jérica ou Teruel, Aragão, outubro de 1348), casada em 1347 com o rei Pedro IV de Aragão (Balaguer 1319 - Barcelona 5 de janeiro de 1387).

Referências

  1. Esta rainha não deve ser confundida com a homónima Beatriz de Castela (I) (1242 - 1303), meia-irmã de seu pai, que também foi rainha de Portugal entre 1253 e 1279, por casamento com D. Afonso III.
Precedida por:
Isabel de Aragão
(Rainha Santa Isabel)
PortugueseFlag1248.svg
Rainha de Portugal

13251357
Sucedida por:
Inês de Castro
(de jure)
Leonor Teles de Menezes
(de facto e de jure)
Ícone de esboço Este artigo sobre Rainhas de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beatriz de Castela (1293–1359)