Beavis and Butt-Head

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Beavis and Butt-Head
Beavis and Butt-Head (BR)
Informação geral
Formato série de desenho animado
Criador(es) Mike Judge
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Elenco Mike Judge
Tracy Grandstaff]l
David Spade
Exibição
Emissora original Estados Unidos MTV (temporada 1-8)
Paramount+ (temporada 9-)
Transmissão original 8 de março de 1993 – presente
Temporadas 8
Episódios 222

Beavis and Butt-Head é uma série de animação americana criada por Mike Judge (também criador de O Rei do Pedaço) exibida originalmente no canal MTVde 1993 a 1997.[1] Cada episódio mostra histórias curtas focadas em uma dupla de adolescentes em fase pós-puberdade, chamados Beavis e Butt-Head, que moram e estudam na cidade fictícia de Highland. Nos episódios, existem interrupções que mostram Beavis e Butt-Head assistindo videoclipes e fazendo piadas sobre eles.

A série originou-se no curta-metragem de 1992 Frog Baseball, dirigido por Judge e originalmente exibido no bloco Liquid Television. Depois de ver o curta, a MTV contratou Judge para desenvolver o curta em uma série completa.[2][3]

Beavis and Butt-Head foi exibida originalmente por sete temporadas, de 8 de março de 1993 a 28 de novembro de 1997. Quatorze anos após o final da série, a série foi revivida para uma oitava temporada, que foi ao ar de 27 de outubro a 29 de dezembro de 2011.[4]

Um longa-metragem baseado na série intitulado Beavis and Butt-Head Do America foi lançado em 1996 pela Paramount Pictures. No Brasil, a série foi exibida entre 1994 e 1998 pela MTV Brasil.

Daria, uma série spin-off protagonizada pela personagem coadjuvante homônima, foi lançada em 1997.

Premissa da série[editar | editar código-fonte]

A série é centrada em dois adolescentes socialmente incompetentes e sedentários chamados Beavis e Butt-Head (ambos dublados por Judge), que estudam na escola Highland High, em Highland (localizada em algum ponto do sul dos Estados Unidos). Eles não têm supervisão evidente de um adulto em casa e são mal educados, pouco instruídos e semialfabetizados. Ambos não têm empatia ou escrúpulos morais, mesmo em relação um ao outro. Eles geralmente consideram coisas "legais (cool)" se estiverem associadas a heavy metal, violência, sexo, destruição ou o macabro. Embora inexperientes com mulheres, ambos compartilham uma obsessão por sexo e tendem a rir sempre que ouvem palavras ou frases que poderiam ser vagamente interpretadas como sexuais ou escatológicas.

Cada episódio apresenta cenas intersticiais frequentes em que eles criticam videoclipes musicais usando comentários improvisados ​​por Judge (da mesma maneira que Mystery Science Theatre 3000; na oitava temporada, eles também comentaram clipes de outros programas da MTV como Jersey Shore e True Life, além de shows de outros canais da Viacom, como Spike). O restante dos episódios mostra a dupla embarcando em algum tipo de esquema ou aventura. [5] [6]

Seus professores em Highland High muitas vezes não sabem como lidar com eles e, em muitos episódios, Beavis e Butt-Head ignoram completamente a escola. Suas ações às vezes resultam em sérias conseqüências, mas, com frequência, para outras pessoas pelas quais eles mesmos não expressam nenhum remorso.

Origens[editar | editar código-fonte]

O criador Mike Judge disse que originalmente imaginou Beavis e Butt-Head como estudantes delinquentes do colégio existente Highland High School, na Coal Avenue em Albuquerque, Novo México, onde ele morava. Especificamente, ele criou Butt-Head como sendo sua visão de um tipíco delinquente colegial, incorporando o visual, o nome e a voz de um amigo que convidava todo mundo para chutá-lo no traseiro, e que se nomeava "Traseiro-de-Ferro" ("Iron-Butt").[7]

Existe um rumor que diz que, para criar o visual de um parceiro para Butt-Head, Judge combinou a aparência de um colega de classe nerd do seu antigo colégio, com a sua concepção artistíca (ruim) de Barry Manilow. Ele lhe deu o nome de "Beavis", e modelou a voz dele a partir da sua interpretação de como soaria a voz de um adolescente "sem cérebro".

É um mito popular na Universidade da Califórnia em San Diego (aonde Judge estudou) que as aparências de Beavis & Butt-Head foram baseadas no corpo docente do Departamento de Física. Os nomes de seus prováveis inspiradores são David Kleinfeld e James Branson.


O Filme e a versão brasileira[editar | editar código-fonte]

O sucesso da série resultou em um filme longa-metragem lançado em meados de 1996, com o nome de Beavis and Butt-Head Do America (título no Brasil: "Beavis e Butt-head Detonam a América"). No filme, a dupla tem seu aparelho de televisão roubado e na busca por uma nova TV acabam se metendo em uma confusão que os levam a cruzar os Estados Unidos, sem saber que eram procurados pela polícia de todo o país.

A dublagem do filme Beavis & Butt-Head Detonam a América foi feita nos estúdios VTI-Rio.

Elenco de dublagem[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem original Dublagem brasileira
Beavis Mike Judge Marcos Antônio Costa
Butt-Head Mike Judge Márcio Simões
Muddy Grimes Bruce Willis Júlio Chaves
Dallas Grimes Demi Moore Mônica Rossi
Agente Flemming Robert Stack Maurício Berger
Agente Bork Greg Kinnear Jorge Lucas
Tom Anderson Mike Judge José Santa Cruz
Marcy Anderson Não creditado Geisa Vidal
Senhora Cloris Leachman Nelly Amaral
Jim Kristofer Brown Orlando Drummond
Aeromoça Pamela Blair Fernanda Crispim
Capitão do avião John Doman Mário Tupinambá
Motorista da limousine Sam Johnson Duda Ribeiro
Ex-integrante do Mötley Crue #1 David Letterman Mário Tupinambá
Ex-integrante do Mötley Crue #2 Tony Darling Duda Espinoza
Guia da represa Tim Guinee Mário Cardoso
Motorista do ônibus Richard Linklater Mário Jorge Andrade
Gravação da floresta petrificada Jim Flaherty Felipe Grinnan
Guia turística Pamela Blair Christiane Louise
Ladrão da TV #1 Sam Johnson Mário Jorge Andrade
Ladrão da TV #2 Toby Huss Mário Cardoso
Bill Clinton Dale Reeves Mário Jorge Andrade
Repórter de TV Gail Thomas Fernanda Crispim
Locutor e placas Jorge Júnior
Outras Vozes Christiane Louise
Duda Espinoza
Duda Ribeiro
Geisa Vidal
José Augusto Sendim

A versão brasileira[editar | editar código-fonte]

A Dublagem brasileira de Beavis & Butt-Head, foi feita nos Estúdios da Voice Brasil, com direção de Airam Pinheiro.

Elenco:

  • Beavis - Airam Pinheiro
  • Butt-Head - Léo Rabelo
  • Sr. Van Driessen: Sérgio Stern
  • Sr. Buzzcut - Ronaldo Júlio
  • Henry - Eduardo Dascar
  • Stewart - Fabrício Vila Verde
  • Vinny - Bruno Valente
  • Locutor - Jorge Destez

Referências

  1. História - beavisandbuttheadtv.com
  2. «Butt-head, We Hardly Knew Ye». Los Angeles Times (em inglês). 26 de novembro de 1997. ISSN 0458-3035 
  3. «MTV Toon Dudes Are Slow on Two Counts : Television: The amiably dim Beavis and Butt-Head are already a hit with the network's audience, but they're taking a break while the animators catch up.». Los Angeles Times (em inglês). 16 de março de 1993. ISSN 0458-3035 
  4. Report, Post Staff (28 de outubro de 2011). «'Beavis and Butt-Head' revival a ratings hit». New York Post (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2019 
  5. Zeises, Lara M. «Goodbye, cool world TV: Beavis and Butt-head, nasty, dumb, hysterical little boogers, are going off the air. For one 'chick,' it's been a guilty pleasure.». baltimoresun.com (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2019 
  6. Zurawik, David. «'B & B' made their mark Television: Those uncouth youth mouth a certain '90s-era truth.». baltimoresun.com (em inglês). Consultado em 10 de abril de 2019 
  7. «Mike Judge Interview by John Kricfalusi». www.inthe80s.com. Consultado em 7 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Beavis and Butt-Head
Ícone de esboço Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.