Bebe Rexha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bebe Rexha
Rexha apresentando-se no Staples Center em Los Angeles, Califórnia em abril de 2016
Informação geral
Nome completo Bleta Rexha
Nascimento 30 de agosto de 1989 (27 anos)
Local de nascimento Nova Iorque,  Nova Iorque
 Estados Unidos
Gênero(s) Pop, hip-hop, EDM
Ocupação(ões) Cantora, compositora
Instrumento(s)
Período em atividade 2010–presente
Gravadora(s)
Afiliação(ões)
Página oficial www.beberexha.com

Bleta "Bebe" Rexha (Nova Iorque, 30 de agosto de 1989) é uma cantora e compositora norte-americana de ascendência albanesa macedônica. Conhecida por ser destaque nos singles "Take Me Home" de Cash Cash e "Hey Mama", de David Guetta, sendo a ex-vocalista da banda americana Black Cards criada por Pete Wentz, e por co-escrever a canção número um da Billboard Hot 100 "The Monster", de Eminem com Rihanna.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Rexha nasceu em Brooklyn, Nova Iorque, Estados Unidos, com pais de etnia albanesa do Debar, Macedônia. Rexha iniciou na música aos quatro anos de idade, desenvolvendo suas habilidades musicais na Tottenville High School em Staten Island, participando de musicais como Hello, Dolly!, Jesus Christ Superstar e Fiddler on the Roof.[2] Ela foi inspirada por músicos como Stevie Wonder, Tori Amos, John Legend e The Temptations.[2] Rexha ganhou o "Best Teen Songwriter" na National Academy of Recording Arts and Sciences no anual "Grammy Day",[2] que permitiu a ela a oportunidade de conhecer muitos produtores musicais de sucesso.[2]

Carreira artística[editar | editar código-fonte]

Black Cards[editar | editar código-fonte]

Bebe Rexha com Pete Wentz em 2011.

Em março de 2010, o membro do Fall Out Boy, Pete Wentz, formou uma banda eletrônica alternativa com Rexha, chamada Black Cards. Wentz decidiu formar o grupo durante a sua pausa da música em 2009, quando decidiu ficar mais próximo da família.[2] Durante este período, Wentz começou a ser inspirado pela música jamaicana, e decidiu entrar em contato com o produtor Sam Hollander para discutir uma ideia de uma união entre o ska, dance e música reggae com rock dos anos 80 e pop britânico para criar um som experimental.[2]

Wentz decidiu assinar Rexha em sua gravadora Decaydance com a Island Def Jam, e durante em uma entrevista na MTV, ele anunciou que o álbum de estreia iria ser lançado em meados de 2011.[2] No mesmo ano, a dupla lançou seu primeiro single "Dr. Jekyll e Mr. Fame" e muitas músicas vazaram no YouTube, mas o álbum foi adiado para março de 2012, de acordo com relatos de uma entrevista concedida por Wentz para a revista Spin. Em 12 de janeiro de 2012, a banda anunciou via Facebook que Rexha já não era integrante do grupo.[3]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Em 2013, Rexha assinou com a Warner Bros Records com representantes da A&R Executives Jeff Fenster e Alex Wilhelm após uma disputa de propostas de três gravadoras[4], seguida do sucesso como compositora profissional, escrevendo canções como "Like a Champion" para Selena Gomez no álbum Stars Dance, "Glowing" para Nikki Williams, e o hit número um da Billboard Hot 100, "The Monster", para Eminem com Rihanna. "The Monster" foi originalmente chamada de "Monster Under My Bed". Rexha inicialmente gravou a faixa como uma potencial canção para o seu álbum de estreia solo, onde ela e os colaboradores de Eminem criaram uma versão reduzida da música que mais tarde foi reformulada para se tornar "The Monster".[1]

No mesmo ano, Rexha lançou uma faixa original em sua página SoundCloud, "Comeback Kids", e uma faixa do grupo de EDM Cash Cash em seu single "Take Me Home", que chegou ao número 57 na a Billboard Hot 100.[5] Cash Cash e Bebe também gravaram uma versão acústica de "Take Me Home", juntamente com um vídeo que foi lançado em 25 de fevereiro de 2014 através da Big Beat Records.[6]

Rexha está trabalhando em seu álbum de estreia, e já entrou no estúdio com os produtores David Guetta, Fraser T Smith, Frequency, entre outros. Em 21 de março de 2014, Bebe lançou seu primeiro single de seu álbum de estreia, "I Can't Stop Drinking About You", via Warner Bros Records.[7] Rexha liberou "I'm Gonna Show You Crazy" em 23 de dezembro de 2014 como o segundo single de seu álbum de estreia.[8] Outra canção, "Gone", foi liberada no mesmo dia.[9] Em 21 de abril, após o lançamento do clipe do segundo single, foi anunciado o lançamento do EP I Don't Wanna Grow Up, com três faixas inéditas e os dois singles oficiais.[10] O EP foi liberado no dia 12 de maio.[11][1]

No dia 16 de fevereiro de 2017, o seu segundo EP "All Your Fault: Pt. 1" foi vazado no youtube. No dia seguinte, ela o lançou oficialmente nas plataformas digitais, com 6 faixas ( Atmosphere, I Got You, Small Doses, F.F.F. e Gateway Drug) O primeiro single do EP foi "I Got You" lançado no dia 6 de Janeiro de 2017. O segundo single foi "F.F.F." lançado no dia 9 de Março de 2017.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Bebe Rexha

Composições para outros artistas[editar | editar código-fonte]

Ano Artista Álbum Faixa
2010 SHINEE Lucifer "Lucifer"
2012 Nikki Williams None "Glowing"
Madonna MDNA "Some Girls"
Jelena Karleuša Diva "Muškarac koji mrzi žene"
2013 Selena Gomez Stars Dance "Like a Champion"
Eminem com participação de Rihanna The Marshall Mathers LP 2 "The Monster"
2014 Tinashe Aquarius "All Hands on Deck"
David Guetta Listen "Yesterday"
"Hey Mama"
Bella Thorne Jersey "Jersey"
"One More Night"
2016 Iggy Azalea Digital Distortion "Team"
2016 Nick Jonas Last Year Was Complicated "Under You"
2016 Martin Garrix "In The Name Of Love"

Referências

  1. a b c «Creating a Monster: How Bebe Rexha's Song Became Eminem's Chart-Topping Hit | Pigeons & Planes». Pigeonsandplanes.com. Consultado em 31 de janeiro de 2014 
  2. a b c d e f g «Who is Bebe Rexha, Black Cards lead singer? Videos, audio, photos and bio!». Starcasm.net. Consultado em 31 de janeiro de 2014 
  3. «Black Cards confirm Bebe Rexha's departure, plan to continue the band». Alternative Press. Consultado em 06 de junho de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Bebe Rexha "Comeback Kids"». hitsdailydouble.com. Consultado em 7 de novembro de 2013 
  5. «Cash Cash - Chart history | Billboard». billboard.com. Consultado em 7 de julho de 2014 
  6. «Cash Cash's 'Take Me Home' Acoustic Video: Exclusive Premiere | Billboard». billboard.com. Consultado em 7 de julho de 2014 
  7. «Bebe Rexha - "I Can't Stop Drinking About You" | NYLON MAGAZINE». Nylonmag.com. 21 de março de 2014. Consultado em 23 de julho de 2014 
  8. «Bebe Rexha Teases New Single "I'm Gonna Show You Crazy": Listen To A Snippet Of The Fiery Anthem - Music News, Reviews, and Gossip on Idolator.com». Music News, Reviews, and Gossip on Idolator.com 
  9. «iTunes - Musik – "Gone - Single" von Bebe Rexha». iTunes 
  10. RICHARD BAXTER (21 April 2015). «Bebe Rexha Announces 'I Don't Wanna Grow Up' EP, Releases 'I'm Gonna Show You Crazy' Music Video». www.popologynow.com. Consultado em 23 April 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  11. «iTunes - Music - I Don't Wanna Grow Up - EP by Bebe Rexha». iTunes Store (US) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]