Saltar para o conteúdo

Bedtime for Democracy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bedtime For Democracy
Álbum de estúdio de Dead Kennedys
Lançamento Novembro de 1986
Gravação Abril e Julho de 1986
Estúdio(s) City Sound Recording e Hyde St. Studios
Gênero(s) Hardcore punk
Duração 48:40
Gravadora(s) Alternative Tentacles
Produção Jello Biafra
Cronologia de Dead Kennedys
Frankenchrist
(1985)
Give Me Convenience Or Give Me Death
(1987)

Bedtime for Democracy é o quarto e último álbum de estúdio da banda americana de punk rock Dead Kennedys. Lançadas em 1986, as canções deste álbum cobrem assuntos comuns do punk frequentemente encontrados em letras de punk rock da época, como conformidade, Reaganomics, militares dos EUA e crítica do movimento punk hardcore. O título do álbum refere-se ao filme de comédia de 1951, Bedtime for Bonzo, estrelado por Ronald Reagan, e também reflete a amargura cansada da banda pelo julgamento que estavam passando na época sobre a polêmica arte incluída em seu álbum anterior. Quando as gravações de Bedtime for Democracy começaram, os Dead Kennedys já haviam feito aquele que seria seu último show com Jello Biafra e anunciaram a separação logo após o lançamento do disco, cuja faixa de abertura é um cover de David Alan Coe. "Take This Job and Shove It".[1]

Lista de Faixas

[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas escritas e compostas por Jello Biafra, exceto onde é especificado. 

N.º Título Duração
1. "Take This Job and Shove It" (David Allan Coe) 1:25
2. "Hop with the Jet Set"   2:05
3. "Dear Abby"   1:09
4. "Rambozo the Clown"   2:25
5. "Fleshdunce"   1:29
6. "The Great Wall"   1:32
7. "Shrink"   1:44
8. "Triumph of the Swill"   2:17
9. "Macho Insecurity"   1:30
10. "I Spy" (D.H. Peligro) 2:30
11. "Cesspools in Eden"   5:56
12. "One-Way Ticket to Pluto"   1:38
13. "Do the Slag" (East Bay Ray) 1:36
14. "A Commercial"   1:33
15. "Gone with My Wind"   1:43
16. "Anarchy for Sale"   1:18
17. "Chickenshit Conformist"   5:58
18. "Where Do Ya Draw the Line"   2:39
19. "Potshot Heard 'Round the World" (Jello Biafra, East Bay Ray) 2:10
20. "D.M.S.O."   2:09
21. "Lie Detector" (Jello Biafra, East Bay Ray) 3:43
Duração total:
48:40
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic [2]
NME 3 de 5 estrelas.[3]

Ficha Técnica

[editar | editar código-fonte]

Dead Kennedys

[editar | editar código-fonte]
  • Tim Jones - sintetizador em "One-Way Ticket to Pluto"
  • Jayed Scotti - timbales em "Dear Abby"
  • Cal - backing vocals em "Fleshdunce", "Where Do Ya Draw The Line?" e "Chickenshit Conformist"
  • Andrew - backing vocals em "Fleshdunce", "Where Do Ya Draw The Line?" e "Chickenshit Conformist"
  • Blaze - backing vocals em "Fleshdunce", "Where Do Ya Draw The Line?" e "Chickenshit Conformist"
  • P. O'Pillage - Voz de Rambozo em "Rambozo The Clown", arte
  • John Cuniberti - engenheiro, mixagem
  • Winston Smith - capa
Chart (1986) Peak

position

UK Indie Chart[4] 1

Paródia de Bay Ray

[editar | editar código-fonte]

A banda punk de East Bay Ray, Isocracy, parodiou o nome em seu EP de 1988, Bedtime for Isocracy. A arte da capa mostrava a banda junta em uma cama, acompanhada por Jello Biafra. Após o lançamento do disco, o Isocracy se separou, com dois integrantes formando o grupo Samiam e outro se juntando ao Green Day.[5]

Referências

  1. Cleary, David. «Bedtime for Democracy - Dead Kennedys | Songs, Reviews, Credits | AllMusic». AllMusic. Consultado em 26 de ago de 2017 
  2. https://www.allmusic.com/album/mw0000189623
  3. NME review
  4. Lazell, Barry (1997). Indie Hits 1980-1989. [S.l.]: Cherry Red Books. Consultado em 5 de set de 2014. Cópia arquivada em 5 de junho de 2011 
  5. Livermore, Larry (2015). How to Ru(i)n a Record Label: The Story of Lookout Records (em inglês). [S.l.]: BookBaby. ISBN 9780989196369