Beira Litoral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Beira Litoral (laranja escuro) ao lado da Beira Alta e da Beira Baixa na antiga província da Beira (laranja claro).

A Beira Litoral é uma província histórica (ou região natural) portuguesa, formalmente instituída por uma reforma administrativa havida em 1936. O seu território corresponde na sua maior parte ao da antiga Província do Douro desaparecida no século XIX. Fez, mais tarde, parte da Província da Beira.

As províncias de 1936, no entanto, praticamente nunca tiveram qualquer atribuição prática, e desapareceram do vocabulário administrativo (mas não do vocabulário quotidiano dos portugueses) com a entrada em vigor da Constituição Portuguesa de 1976 sendo uma actual província histórica de Portugal.

Foi também uma das regiões administrativas da proposta de regionalização rejeitada em referendo em 1998.

Faz fronteira a Norte com o Douro Litoral, a Este com a Beira Alta e a Beira Baixa, a Sudeste com o Ribatejo, a Sudoeste com a Estremadura e a Oeste com o Oceano Atlântico.

É, então, constituída por 38 concelhos, integrando a maior parte dos distritos de Aveiro e Coimbra, metade do distrito de Leiria, e ainda um concelho do distrito de Santarém. Tinha a sua sede na cidade de Coimbra.

Actualmente, esta província faz parte, na sua quase totalidade, da região do Centro (Região das Beiras), abarcando porém três municípios situados na região do Norte, subregião do Entre Douro e Vouga (Oliveira de Azeméis, São João da Madeira e Vale de Cambra). Quanto aos municípios da região Centro, repartem-se pela totalidade das sub-regiões do Baixo Vouga, Baixo Mondego, a quase totalidade do Pinhal Interior Norte (exceptuados os municípios de Oliveira do Hospital e Tábua, que pertenciam à Beira Alta, e da Pampilhosa da Serra, integrado na Beira Baixa), parte do Pinhal Litoral (excepto os concelhos da Marinha Grande e Porto de Mós) e por fim um concelho do Médio Tejo (Ourém).

Ver também[editar | editar código-fonte]