Bela Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bela Cruz
"‎"
Igreja da Bela Cruz - panoramio.jpg

Bandeira de Bela Cruz
Brasão de Bela Cruz
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 23 de fevereiro
Fundação 23 de fevereiro de 1957
Gentílico belacruzense
Prefeito(a) João Osmar Araujo Filho (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização de Bela Cruz
Localização de Bela Cruz no Ceará
Bela Cruz está localizado em: Brasil
Bela Cruz
Localização de Bela Cruz no Brasil
03° 03' 03" S 40° 10' 04" O03° 03' 03" S 40° 10' 04" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008[1]
Microrregião Litoral de Camocim e Acaraú IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Marco, Cruz, Jijoca de Jericoacoara e Acaraú
Distância até a capital 245 km
Características geográficas
Área 841,718 km² [2]
População 30 873 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 36,68 hab./km²
Clima Semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,595 baixo PNUD/2000[4]
PIB R$ 98 106,753 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 197,01 IBGE/2008[5]
Página oficial

Bela Cruz é um município brasileiro, do estado do Ceará, localizado às margens do Acaraú, na micro-região do Litoral de Camocim e Acaraú mesorregião do Noroeste Cearense. Bem próximo da praia de Jericoacoara.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa do Ceará em 1800, com destaque para Bela Cruz

Situado numa área conhecida e cartografada pelos portugueses em meados do século XVII, surge como núcleo urbano a partir do século XVIII. Apesar de a tradição oral dar conta de uma velha mulata (Genoveva) como a primeira habitante da localidade, isso não é exato. Diversos latifundiários e criadores de gado adquiriram sesmarias e ali passaram a morar, isso, quase um século antes da existência de Genoveva.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Sítio Santa Cruz foi seu primeiro nome, posteriormente 'Santa Cruz do Acaraú'. Em 1938, o Decreto Federal nº 311, deu-lhe a denominação de Bela Cruz, que prevalece até hoje.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido com pluviometria média de 1093 mm[6] com chuvas concentradas de janeiro a abril.[7]

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município tem 2 distritos: Bela Cruz (sede) e Prata.

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são: rios: Acaraú e riachos: Inhanduba, da Prata e do Córrego; lagoas: Belém de Fora, J. de Sá, do Mato, do Grosso e Santa Cruz; açudes: de Araticuns, da Prata e do Cajueirinho; diversos córregos que fluem para o Rio Acaraú e riachos.

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

Região costeira (areias quartzosas álicas, areias quartzosas distróficas, areias quartzosas eutróficas, areias quartzosas marinhas distróficas, podzólico vermelho amarelo eutrófico) formada de dunas e Ilhas, como a Ilha do Rocha. Não possui grandes elevações.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A maior parte do território é coberto por cajueiros, pequena área coberta por caatinga arbustiva aberta e densa, e por tabuleiros costeiros.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2009 era de 30.000 habitantes.

  • População (Dados do Censo 2010, publicados no Diário Oficial da União, dia 4 de novembro de 2010): 30.471;
  • População (IBGE: 2007): 29.627;
  • População (2000): 28.358;
  • População Urbana (2000): 11.585;
  • População Rural (2000): 16.773;
  • Densidade Demográfica (2000): 33,69 hab/km².

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município concentra-se na agricultura, onde se produz castanha de caju, mandioca, milho, feijão, batata-doce, melancia e carnaúba. A pecuária também constitui fonte de emprego e renda para boa parcela da população.

O comércio de Bela Cruz reveste-se de suma importância para a economia do município, contando com lojas de tecidos, armarinhos, lojas de calçados, de eletrodomésticos, de confecções, mercearias, armazéns, farmácias, materiais de construção, dentre outras.

A atividade artesanal também se encontra fortemente presente, sendo sua produção bastante diversificada: bordados, rendas, varandas, redes de dormir, crochê, redes de pesca, etc.

A arrecadação fiscal do município é pequena, inviabilizando ações de infraestrutura e saneamento básico. As principais fontes de trabalho existentes, no município, concentram-se na agricultura, no comércio e no serviço público municipal, alvo de constantes disputas políticas

Cultura[editar | editar código-fonte]

Principais eventos culturais[editar | editar código-fonte]

    • Festa dos Namorados (12 de junho),
    • Arraiá da Vizinhança — Matriz (último fim de semana de julho),
    • Festa de São Francisco — Matriz (de 25/09 a 04/10),
    • Festa de São Vicente de Paulo (27 de setembro),
    • Festa do Caju — desde 1967, no último fim de semana de outubro,
    • Festa da Padroeira — Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME
  7. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FREITAS, Vicente. BELA CRUZ — biografia do município. 2ª edição. Joinville: Clube de Autores, 2013. ISBN 978-85-916141-0-3
  • BRAGA, Renato. Dicionário Geográfico e Histórico do Ceará, vol. 2. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1967.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.