Belenenses SAD

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o clube de futebol fundado em 2018. Para o homónimo fundado em 1919, veja Clube de Futebol "Os Belenenses".
Belenenses SAD
Belenenses SAD.png
Nome Belenenses SAD
Alcunhas Os Azuis
Torcedor/Adepto Rapazes da Praia, Belenenses
Fundação 1 de Julho de 2018
Localização Lisboa, Portugal
Presidente Rui Pedro Soares
Treinador Pedro Ribeiro
Patrocinador Kia
Material (d)esportivo Lacatoni
Competição Primeira Liga
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Belenenses SAD é um clube de futebol profissional sediado em Oeiras, Portugal, fundado em 1 de Julho de 2018.[1]

O Belenenses criou a sua SAD (Sociedade Anónima Desportiva) em 1 de Julho de 1999, para gerir o futebol profissional. Em 2012, enfrentando o Clube e a SAD fortes dificuldades financeiras, os sócios aprovaram a venda de 51% da SAD ao um investidor, a Codecity, liderada por Rui Pedro Soares. Além do contrato de compra e venda das acções, foi celebrado um acordo parassocial em que o clube fundador mantinha direitos especiais, como direitos de veto a certas deliberações e direito de recompra, unilateral, das acções com preço e datas fixadas. Foi ainda celebrado um protocolo que regulava as relações entre o Clube e a SAD. O Clube mantinha 10% das acções da SAD.[2][3]

Entretanto a Codecity, accionista maioritária da SAD, resolveu unilateralmente o acordo parassocial, alegando violações contratuais do Clube. Em 2017 o Tribunal Arbitral do Desporto considerou válida a resolução do acordo parassocial, extinguindo a possibilidade previamente acordada de o Clube poder readquirir os 51% das acções, por forma a retomar o controlo do futebol profissional.[4]

O protocolo que regulava as relações entre Clube e SAD, incluindo o uso do Estádio do Restelo (propriedade do Clube) pela equipa profissional de futebol da SAD, caducou em 30 de Junho de 2018, cessando essa utilização e quaisquer relações contratuais entre o Clube e a SAD. O Belenenses SAD, enquanto clube de futebol autónomo, foi assim fundado a 1 de Julho de 2018 a partir da secessão da SAD face ao clube Belenenses.[5]

O palmarés do futebol do Belenenses, constituído por 1 Campeonato Nacional, 3 Taças de Portugal e 3 Campeonatos de Portugal, pertence ao Clube, pois foi conquistado antes da criação da SAD, em 1999. O Clube anunciou a inscrição de uma nova equipa de futebol sénior a partir da época 2018–19, disputando os seus jogos como anfitrião no Estádio do Restelo.

A B SAD milita actualmente na Primeira Liga. Como o Estádio do Restelo é propriedade do Clube, a B SAD deixou de ter estádio próprio. Em consequência passou a disputar os seus jogos na condição de anfitrião no Estádio Nacional, alugado ao Estado para o efeito. Em Fevereiro de 2019, perante a indisponibilidade temporário do Estádio Nacional, alugou o Estádio do Bonfim, em Setúbal, para jogar como visitado em 2 jornadas.

Por decisão do Tribunal da Propriedade Intelectual, datada de 29 de Outubro de 2018, a B SAD foi impedida de utilizar o nome, emblema e símbolos do clube Belenenses.[6]

A B SAD filiou-se, enquanto novo clube, na Associação de Futebol de Lisboa, sendo o sócio n.º 1198 (distinguindo-se oficialmente do clube Belenenses, sócio n.º 64). Em 11 de Março de 2019 estreou o novo emblema, sem a Cruz de Cristo, após a confirmação pelo Tribunal da Relação de Lisboa da decisão de 1.ª instância de proibição de utilização do nome, emblema e símbolos do clube Belenenses.[7]

A 27 de Junho de 2019 o Belenenses informou oficialmente a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional que, a partir da época 2019–20, não autoriza a sua antiga SAD a usar o nome "Belenenses", tal como fez na época 2018–19, onde competiu sob o nome de "Belenenses SAD". Esta posição do Belenenses ampara-se na decisão da Relação de Lisboa, que impede o uso das marcas nominativas ou figurativas do clube pela SAD.[8]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um clube de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.