Bella Akhmadulina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bella Akhmadulina
Nascimento 10 de abril de 1937
Moscou
Morte 29 de novembro de 2010 (73 anos)
Peredelkino
Sepultamento Cemitério Novodevichy
Cidadania União Soviética, Rússia
Cônjuge Ievguêni Ievtuchenko, Yuri Nagibin, Eldar Kuliev
Alma mater
  • Instituto de Literatura Maxim Gorky
Ocupação poetisa, tradutor, escritora, dramaturga, roteirista, actriz
Prêmios
  • Prêmio Estatal da URSS
  • Prêmio Pushkin
  • Ordem "Por Mérito à Pátria", Classe II
  • Terceiro grau da Ordem ao Mérito pela Pátria
  • Ordem da Amizade dos Povos
  • Prémio Stalin (1989)
Causa da morte doença cardiovascular
Assinatura
Bella Akhmadulina signature.svg

Bella (Izabella) Akhatovna Akhmadulina (em russo: Белла Ахатовна Ахмадулина; Moscou, 10 de abril de 1937Peredelkino, 29 de novembro de 2010) foi uma poetisa russa, reconhecida por Joseph Brodsky como uma das melhores da língua russa.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Struna" ('String'), Moscou - 1962
  • "Oznob" ('Fever'), Frankfurt - 1968
  • "Uroki Muzyki" ('Lessons of Music') - 1969
  • "Stikhi" ('Verses') - 1975
  • "Svecha" ('Candle') - 1977
  • "Sny o Gruzii" ('Dreams of Georgia') - 1978-1979
  • "Metell" ('Snow-Storm') - 1977
  • "Taina" ('Secret') - 1983
  • "Sad" ('The Garden') - 1987
  • "Stikhotvorenie" ('A Verse') - 1988
  • "Izbrannoye" ('Selections') - 1988
  • "Stikhi" ('Verses') - 1988
  • "Poberezhye" ('A Coast') - 1991
  • "Larets i Kliutch" ('Casket and Key') - 1994
  • "Gryada Kamnei" ('A Ridge of Stones') - 1995
  • "Samye Moi Stikhi" ('Very Mine Verses') - 1995
  • "Zvuk Ukazuyushchiy" ('A Guiding Sound') - 1995
  • "Odnazhdy v Dekabre" ('Sometime in December') - 1996

Referências