Bells Are Ringing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bells Are Ringing
A Menina dos Telefones (PT)
Essa Loira Vale Um Milhão (BR)
Um dos cartazes do filme
 Estados Unidos
1960 •  Metrocolor •  126 min 
Direção Vincente Minnelli
Produção Arthur Freed
Roteiro Betty Comden (peça)
Adolph Green (peça)
Elenco Judy Holliday
Dean Martin
Fred Clark
Gênero Comédia musical
Música Jule Styne
Direção de arte E. Preston Ames
George W. Davis
Direção de fotografia Milton R. Krasner
Efeitos especiais A. Arnold Gillespie
Lee LeBlanc
Figurino Walter Plunkett
Edição Adrienne Fazan
Companhia(s) produtora(s) MGM
Distribuição MGM
Lançamento Estados Unidos 23 de junho de 1960
Idioma Inglês
Francês
Orçamento US$ 2 203 123[1]
Receita US$ 3 985 950[1]

Bells Are Ringing (Essa Loira Vale Um Milhão BRA ou A Menina dos Telefones POR) é um filme norte-americano de 1960, do gênero comédia musical, dirigido por Vincente Minnelli e estrelado por Judy Holliday e Dean Martin.

Notas sobre a produção[editar | editar código-fonte]

Fotografia de Dean Martin, distribuída pela MGM para promover o filme.

Produzido em uma época em que musicais estavam fora de moda,[2][3] Bells Are Ringing é, consecutivamente, o último filme de Judy Holliday, o último da unidade do produtor Arthur Freed e o último musical de Vincente Minelli na MGM.

O filme foi ainda um dos últimos musicais médios de Hollywood, pois em poucos anos o gênero se tornaria caro demais para valer a pena investir em produções modestas assim.[4]

Apesar de muito irregular para ser contado entre os principais de Minnelli,[5] Bells Are Ringing é um dos melhores trabalhos de Dean Martin, segundo Ken Wlaschin.[6]

O filme é a transposição para o cinema do musical homônimo, apresentado 924 vezes na Broadway, entre 1956 e 1959.[7] Judy Holliday repete o papel que interpretou no palco.

O parceiro dela no encontro às cegas é o saxofonista jazzístico Gerry Mulligan. Os dois eram namorados na época.

Entre as canções de Betty Comden, Adolph Green e Jule Styne, estão os sucessos "Just in Time" e "The Party's Over".

A trilha sonora, de André Previn, foi indicada ao Oscar. O filme recebeu também indicações ao Globo de Ouro para melhor filme e melhor atriz.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ella Peterson é uma telefonista que trabalha na Susanswerphone, empresa criada por sua prima Sue. Vira e mexe, ela se mete nas vidas dos clientes, o que atrai a atenção de Barnes, um detetive idiota, que suspeita que o local esconde práticas criminosas. Barnes é tão estúpido que nunca desconfia do verdadeiro criminoso, Otto Prantz, um bicheiro que finge ser executivo da indústria fonográfica. Para escapar da bisbilhotice de Barnes, Ella circula por Nova Iorque, com nome falso, para ajudar Jeffrey Moss, um dramaturgo a ponto de tornar-se alcoólatra por temer que sua fonte de ideias secou. Os dois se apaixonam, ela se arrepende de ter mentido e desaparece. Desesperado, Jeffrey se alia a outros clientes da Susanswerphone para descobrir o paradeiro dela.[8]

Principais premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Trilha Sonora
(Filme Musical)
Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Filme - Comédia ou Musical
Melhor Atriz - Comédia ou Musical (Judy Holliday)
Indicado
Indicado
Directors Guild of America DGA Melhor Diretor Indicado
Writers Guild of America WGA Melhor Roteiro Americano
(Filme Musical)
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Judy Holliday Ella Peterson
Dean Martin Jeffrey Moss
Fred Clark Larry Hastings
Eddie Foy Jr. J. Otto Prantz
Jean Stapleton Sue
Ruth Storey Gwynne
Dort Clark Inspetor Barnes
Frank Gorshin Blake Barton
Ralph Roberts Francis
Valerie Allen Olga
Bernard West Doutor Joe Kitchell
Steve Peck Gângster

Referências

  1. a b «Essa Loira Vale Um Milhão». IMDB. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  2. Eames, John Douglas (1982). The MGM Story (em inglês). Londres: Octopus Books. ISBN 0904230147 
  3. Sutton, Martin (1984). ”Can't Stop the Musical” in Movies of the Sixties (em inglês). Londres: Orbis. ISBN 9780856136634 
  4. Butler, Craig. «Bells Are Ringing» (em inglês). AllMovie. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  5. Finler, Joel W. (1985). The Movie Directors Story (em inglês). Nova Iorque: Crescent Books. ISBN 0517480794 
  6. Wlaschin, Ken (1985). The World's Great Movie Stars and Their Films (em inglês). Londres: Peerage Books. ISBN 1850520046 
  7. «Bells Are Ringing». IBDB. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  8. Erickson, Hal. «Bells Are Ringing» (em inglês). AllMovie. Consultado em 4 de dezembro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bells Are Ringing