NHK ni Yōkoso!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bem-vindo a N.H.K.!)
'Bem-vindo à N.H.K.!'
NHKにようこそ!(NHK ni Yōkoso!)
Capa do volume 01 da edição Brasileira do mangá
Bem Vindo NHK
Informações gerais
Gêneros Comédia, Drama, Romance e seinen
Mangá
Escrito e ilustrado por Tatsuhiko Takimoto (Roteiro)
Kenji Oiwa (Arte)
Editoração Japão Kadokawa Shoten
República da China Hong Kong Taiwan Kadokawa
Estados Unidos Canadá Tokyopop
Editoração lusófona Brasil Panini Comics
Revistas Shounen Ace
Período de publicação 24 de junho de 2004 6 de junho de 2007
Volumes 8
Anime
Direção Yūsuke Yamamoto
Estúdio de animação GONZO
Emissoras de televisão originais Japão Chiba TV, Gifu Broadcasting, Hiroshima Home TV, KBS Kyoto, Mie TV, TV Kanagawa, TV Saitama, TV Wakayama, TVN Nara TV
Período de exibição 9 de julho de 2006 17 de dezembro de 2006[1]
Episódios 24
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

NHK ni Yōkoso! (NHKにようこそ!?) é uma romance de Tatsuhiko Takimoto que foi adaptado em um mangá e em uma série de anime[2]. Na realidade NHK se refere a emissora de tv Nippon Hōsō Kyōkai, mas dentro da série se refere a Nippon Hikikomori Kyokai algo como "Associação Japonesa dos Hikikomori", uma reivindicação do protagonista de uma conspiração feita pela NHK(emissora) para criar NHK(grupo do hikikomori). O tema principal é sobre a vida de um hikikomori, mas também explora muitos outros sub-temas japoneses como otaku, lolicon e suicídio na Internet.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A história se centraliza em Tatsuhiro Satō, um jovem de 22 anos, desempregado, solitário, e depressivo que abandonou a faculdade. Acreditando fazer parte de uma conspiração ele leva uma vida de hikikomori, vivendo há anos exclusivamente em seu quarto e sendo sustentado pelos pais. Satō acaba conhecendo Misaki Nakahara, uma garota misteriosa que promete ajudá-lo a deixar de ser um hikikomori.[1] Pouco depois, ele descobre que seu vizinho de quarto é um ex-colega do colégio, Yamazaki Kaoru, a quem frequentemente recorre em momentos de necessidade, e que apesar do seu comportamento distinto é um dos personagens mais estáveis da história.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Tatsuhiro Satō (佐藤達広)

É o protagonista da história, que aos 22 anos, abandonou a Universidade Heisei Bunka, é um hikikomori e NEET. Acredita que o fato de estar desempregado é trabalho de uma conspiração da NHK(emissora) que deseja criar um NHK(grupo de hikikomori) do qual Satō faria parte. Vive em seu apartamento alugado, e é sustentado por seus pais. Sob a influência de seu vizinho, Kaoru Yamazaki , acabou se transformando em um otaku, lolicon e frequentemente ajuda Yamazaki na criação de um ero-game.[4]

  • Misaki Nakahara (中原岬)

Uma garota misteriosa que diz ser uma voluntária de um projeto para ajudar hikikomoris como Satō. Convenceu Tatsuhiro a assinar um contrato o qual o obriga a frequentar as reuniões de aconselhamentos, caso o acordo seja quebrado Satō teria que pagar uma multa de um milhão de ienes para Misaki.[4]

  • Kaoru Yamazaki (山崎 薫)

Um otaku que conheceu Satō no colégio, por coincidência acabaram se tornando vizinhos. Yamazaki tem a ideia de fazer um ero-game e para isso pede ajuda a Satō, que o ajuda com o enredo do jogo. Também é ao Yamazaki a quem Tatsuhiro recorre em momentos de desespero.[4]

  • Hitomi Kashiwa (柏 瞳)

Senpai de Satō no colégio. Apesar da boa aparência, de ter um emprego e um relacionamento estável, é sempre pessimista e desiludida com a vida. Adepta de teorias da conspiração, foi ela quem iniciou Satô ao tema durante suas longas conversas nos tempos de escola. É funcionária pública e devido ao stress desenvolveu dependência por medicamentos psiquiátricos.

  • Megumi Kobayashi (小林)

Colega de Tatsuhiro na época de escola, foi a representante de classe na época. Eles se encontram com frequência em mangá, mas nenhum deles percebe a existência um do outro até mais tarde. Depois que seu pai morreu, ela tinha que trabalhar para sustentar a ela e seu irmão, que também é um hikikomori, mas acabou presa em um escuso esquema de pirâmide. Na escola, ela tinha uma personalidade muito nervosa sobre a qual Tatsuhiro comentou diretamente. Após o colegial, ela retém muito dessa personalidade, embora também tenha se tornado um tanto manipulativa a fim de sobreviver.

Livro[editar | editar código-fonte]

O romance foi publicado em 28 de janeiro de 2002, tendo sua capa desenhada por Yoshitoshi ABe, mesmo desenhista de Serial Experiments Lain. Uma segunda edição foi publicada em 2006.

De acordo com o autor Tatsuhiko Takimoto a ideia da história veio em uma noite a qual estava sem inspiração. Ele ligou para seu amigo Yūya Satō que também é romancista, e falou "Amanhã tem uma conferência em Kadokawa Shoten, mas eu não consigo pensar em história alguma, por favor pense em algo." e com isso os dois ficaram em um restaurante a meia noite até que eles pensaram em Bem-vindo à N.H.K.!.

Mangá[editar | editar código-fonte]

De Kenji Oiwa, o mangá foi premiado pela Shonen Ace em 24 de junho de 2004. A versão do mangá diverge um pouco da versão original no decorrer do enredo.

Em novembro de 2005, a quarta edição limitada do mangá foi publicado com uma bonequinha de Misaki, fazendo alavancar as vendas, e ficando em terceiro lugar no rank de vendas da versão japonesa do site Amazon. A sexta edição limitada do mangá inclui um jogo bishōjo chamado Shinjitsu no Sekai. O jogo foi criado pela CIRCUS e teveTatsuhiko Takimoto como autor, e Kendi Oiwa responsável pela criação dos personagens.

A versão do mangá é considerada bem sucedida, tendo vendido 1.200.000 cópias em maio de 2006.

Em 2011 a Panini comics anunciou lançar o mangá no Brasil em Janeiro.[1]

Anime[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Episódios

O anime de Bem-vindo à N.H.K.! começou a ser exibido em 9 de julho de 2006, e teve seu termino em 17 de dezembro de 2006. A série conta com 24 episódios com média de duração de 23 minutos cada.

Músicas[editar | editar código-fonte]

Abertura
  1. Puzzle - ROUND TABLE feat. Nino (episódios 1 ao 12)
  2. Puzzle -extra hot mix- - ROUND TABLE feat. Nino (episódios 13 ao 24)
Encerramento
  1. Odoru Akachan Ningen - Kenji Otsuki e Fumihiko Kitsutaka (episódios 1 ao 12)
  2. Modokashii Sekai no Ue de - Yui Makino (episódios 13 ao 24)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Teke. «Depois de 20 anos desde sua publicação original, Bem-vindo à N.H.K.! tem continuação anunciada no Japão». Crunchyroll. Consultado em 22 de maio de 2021 
  2. «Ressaca Friends: mangaká Kenji Oiwa, de 'Bem-vindo a N.H.K!', é confirmado no evento». JBox. 28 de outubro de 2019. Consultado em 22 de maio de 2021 
  3. «Welcome to the N.H.K.». Minuto Otaku. 27 de fevereiro de 2021. Consultado em 22 de maio de 2021 
  4. a b c Silva, Welerson (25 de maio de 2020). «Bem-vindo à N.H.K.». Anime United. Consultado em 22 de maio de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.