Benafim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Benafim 
  Freguesia portuguesa extinta  
Brasão de armas de Benafim
Brasão de armas
Localização no concelho de Loulé
Localização no concelho de Loulé
Benafim está localizado em: Portugal Continental
Benafim
Localização de Benafim em Portugal Continental
Coordenadas 37° 13' 59" N 8° 07' 18" O
Concelho primitivo Loulé
Concelho (s) atual (is) Loulé
Freguesia (s) atual (is) Querença, Tôr e Benafim
Fundação 1988[1]
Extinção 2013
Área [2]
 - Total 52,69 km²
População (2011) [3]
 - Total 1 069
    • Densidade 20,3 hab./km²

Benafim é uma povoação portuguesa do concelho de Loulé, com 52,69 km² de área e 1 069 habitantes (2011). Densidade: 20,3 hab/km².

Foi sede de uma freguesia, criada em 11 de Março de 1988[1] e extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Querença e Tôr formar uma nova freguesia denominada União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim com a sede em Querença.[4]

Benafim fica a 5 km de Alte, a 7 km de Salir e a 19 km de Loulé, a sede do concelho. Entre Benafim e Salir estende-se um planalto, conhecido como Rocha da Pena. Alto Fica, Zimbral, Penina, Benafim Pequeno, Benafim Grande, Espargal, Nave dos Cordeiros e Quinta do Freixo são algumas das localidades pertencentes à freguesia.

A povoação está dividida em três zonas: Benafim Grande, Benafim Pequeno e Bairro Novo, sendo este último o mais recente, apesar de já ter cerca de três décadas. Nesta zona localiza-se a maioria das habitações que os emigrantes construíram, constituindo as outras duas o núcleo histórico de Benafim. É também uma freguesia com muitos naturais emigrados, principalmente em França, Alemanha e Luxemburgo.

Em termos de equipamentos sociais, a povoação conta com uma farmácia, um centro médico, um clube desportivo (o Sport Club Benafim), vários cafés, uma igreja, um cemitério, uma caixa multibanco, um centro comunitário, um supermercado, um minimercado, duas cabeleireiras, uma imobiliária, um restaurante, um parque de merendas, um gabinete de arquitetura,uma bomba de gasolina, uma escola primária e um posto dos correios a funcionar nas instalações da junta de freguesia.

Pontos de interesse: lavadouros das Bicas Velhas, Pátio de D. Antónia (foto inclusa), Ermida de Benafim (igreja), museu na aldeia da Penina, nora e calçada romana (humbria) em Benafim Pequeno.

O artista plástico Victor Borges, nascido a 2 de agosto de 1962 no lugar de Fonte do Freixo da freguesia de Benafim e autor do Pátio de D. Antónia, um monumento à memória de Antónia do Carmo Provisório da Silva Campos, ilustre benemérita de Benafim,[5] viveu e exerceu atividade profissional na sede da freguesia, onde viria a morrer em 17 de fevereiro de 2012.

Pátio D. Antónia.jpg
Imagens do «Pátio de D. Antónia», de Victor Borges, em Benafim

Transportes: Benafim é servida por carreira regular, embora não muito frequente, de autocarros (empresa EVA), que serve a sede e as localidades de Penina e Alto Fica. Principais destinos: Loulé, Alte e São Bartolomeu de Messines.

Quem gosta de viajar de comboio e quer deslocar-se a Benafim pode apear-se nas estações de Messines/Alte ou de Loulé.

Nos últimos anos foi recuperada a tradição da conhecida festa dos milhos onde se pode encontrar comida regional e também alguma artesanato confecionado por artesãos da freguesia. No dia 24 de outubro decorre a procissão em honra da padroeira da freguesia, nossa senhora da glória.

A localidade apesar de possuir rede eléctrica pública há muitos anos, a rede de águas e saneamento só foi construída após a criação da freguesia. A população anteriormente recorria às chamadas "bicas" para o seu abastecimento. Duas delas têm nomes (Bicas Velhas e de São João).

Enquanto aldeia os arruamentos não tinham nome nem as portas das habitações números. Com a criação da freguesia foram atribuídos nomes às mesmas: rua 25 de Abril, rua das Bicas Velhas, rua do Olheiro, rua Doutor Sá Carneiro, rua da Igreja, rua do Curral, rua do Barrocal, entre outras.


População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Benafim [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 271 1 141 1 069

Evolução da População 1864 / 2011; Variação da População 1864 / 2011 A População em 2001; A População em 2011

Criada pela Lei nº 54/88[7], de 23 de Maio, com lugares desanexados da freguesia de Alte

Referências

  1. a b «Lei n.º 54/88» (PDF). Diário da República eletrónico. Consultado em 28 de Abril de 2014. 
  2. «Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2012». Separador Areas_Freguesias_CAOP2012. Instituto Geográfico Português. 2012. Consultado em 1 de Abril de 2014.. Cópia arquivada em 9 de Novembro de 2013 
  3. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Algarve". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 28 de Fevereiro de 2014.. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  4. «Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (pdf). Diário da República eletrónico. Consultado em 28 de Março de 2014.. Cópia arquivada (PDF) em 6 de Janeiro de 2014 
  5. Jornal Ecos da Serra, 25 de outubro de 2010
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. Diário da República - http://dre.tretas.org/dre/57963/
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.