Bep Voskuijl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bep Voskuijl
Voskuijl em 1937.
Nome completo Elisabeth Voskuijl
Pseudônimo(s) Elli Vossen
Nascimento 5 de julho de 1919
Amsterdã, Países Baixos
Morte 6 de maio de 1983 (63 anos)
Amsterdã, Países Baixos
Nacionalidade neerlandesa
Cônjuge Cor van Wijk (c. 1946; m. 1983)
Filho(a)(s) 4
Ocupação Secretária
Prêmios Justos Entre as Nações (1973)

Elisabeth "Bep" Voskuijl (Amsterdã, 5 de julho de 1919 — Amsterdã, 6 de maio de 1983) foi uma secretária neerlandesa, conhecida como Elli Vossen após a divulgação póstuma do Diário de Anne Frank (1947).[1] No final da década de 1930, Voskuijl foi contratada por Otto Frank para atuar como sua secretária particular na Opekta Works.[2] Durante a ocupação alemã nos Países Baixos na Segunda Guerra Mundial, foi uma das funcionárias responsáveis por esconder Frank, sua família e outros amigos de origem judaica em cômodos ocultos da companhia, onde desenvolveu um relacionamento próximo com Anne Frank.[3] Após o esconderijo ter sido descoberto pela Gestapo, Voskuijl e Miep Gies foram ameaçadas por oficiais da Schutzstaffel (SS), apesar de não terem sido presas.[4] Em 1973, foi condecorada como um dos Justos Entre as Nações através do Yad Vashem.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Perry 2018, p. 30, 34
  2. Lee 2003, p. 78
  3. Lee 2000, p. 119
  4. Kennon 2013, p. 20
  5. Perricone 2020, p. 50

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.