Berço de Judas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Berço de Judas no Museu da Tortura em Freiburg, Alemanha.

O Berço de Judas ou Cadeira de Judas é um instrumento de tortura que consiste num assento com a forma de uma pirâmide, alegadamente utilizado pela Inquisição espanhola.[1]

A vítima era colocada sobre o assento com a ponta da pirâmide inserida no seu ânus, vagina ou escroto, e então lentamente baixada por cordas ou correntes.[2] O condenado geralmente nu, era exposto a fim de adicionar mais humilhação. Este dispositivo foi concebido para esticar o orifício ou lentamente empalar a pessoa. O alongamento do orifício causaria dor e hemorragia, o que acabaria por causar a morte.[carece de fontes?]

Dispositivos relacionados[editar | editar código-fonte]

Um dispositivo semelhante, conhecido como um cavalo, às vezes é dito ter sido usado na Prússia aos soldados disciplinados. Este aparelho não foi projetado para quebrar a pele, mas em vez causar danos aos órgãos genitais.[3]

Referências

  1. Quaife, Geoff. The Frown of Fortune: A Luke Tremayne Adventure... A French Affair 1653. Trafford Publishing, 2013. ISBN 146697849X
  2. Corveleyn, Jozef; Moyaert, Paul. Psychosis: Phenomenological and Psychoanalytical Approaches. Leuven University Press, 2003. pp. 144. ISBN 9058672794
  3. "80 Acres of Hell", The History Channel.
Ícone de esboço Este artigo sobre um crime ou atividade criminosa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.