Berenice Bento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Berenice Bento
Nascimento 1966
Cidadania Brasil
Ocupação sociólogo
Empregador Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Berenice Bento (Campina Grande, 1966)[1] é uma socióloga brasileira. Sua pesquisa concentra-se em temas como gênero, sexualidade e direitos humanos. Foi considerada "uma referência incontornável para os estudos recentes de gênero no campo das ciências sociais".[2] Leciona Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Norte e coordena do Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Diversidade Sexual, Gêneros e Direitos Humanos, na mesma universidade.[3] É colunista da Revista CULT desde 2015.[4]

Em 2011, foi agraciada com o Prêmio Direitos Humanos,[5] considerado "a mais alta condecoração do governo brasileiro a pessoas e entidades que se destacaram na defesa, na promoção e no enfrentamento e combate às violações dos Direitos Humanos no País".[3] Recebeu o prêmio na categoria Igualdade de Gênero da presidenta Dilma Rousseff.

A premiação de 2011 está associada à contribuição de Bento na compreensão e afirmação da transexualidade. Sobre essa temática, a socióloga afirmou: "Gênero e sexualidade são dimensões constitutivas das subjetividades e que são hegemonicamente naturalizadas. Acredito que este campo de estudos/ativismos tem contribuído para a desconstrução desta aparente natureza anistórica, mediante análises das configurações discursivas de determinadas épocas".[4]

Bento é formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Goiás (1994). É mestra em Sociologia pela Universidade de Brasília (1998) e doutora pela mesma universidade (2003).[5]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque (Annablume, 2016);
  • Homem não tece dor: queixas e perplexidades masculinas (EDUFRN, 2013);
  • O que é transexualidade (Coleção Primeiros Passos/Brasiliense, 2008);
  • A reinvenção do corpo: gênero e sexualidade na experiência transexual (Garamond, 2006, 1a. edição/ EDUFRN, 2014, 2a. edição).

Referências

  1. «Socióloga Berenice Bento ganha prêmio pela atuação na defesa dos travestis e trans» 
  2. Dias, Diego Madi; Dias, Diego Madi (1 de dezembro de 2014). «Brincar de gênero, uma conversa com Berenice Bento». Cadernos Pagu (43): 475–497. ISSN 0104-8333. doi:10.1590/0104-8333201400430475 
  3. a b «Prêmio Direitos Humanos 2011 | ABI». www.abi.org.br. Consultado em 20 de janeiro de 2017 
  4. a b http://www.faracy.com.br, Faracy -. «Revista Cult Berenice Bento é a mais nova colunista do site da revista CULT». revistacult.uol.com.br. Consultado em 20 de janeiro de 2017 
  5. a b «Livreto oficial do Prêmio Direitos Humanos 2011» (PDF) 
Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.