Berliner Fernsehturm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Berliner Fernsehturm
Berliner Fernsehturm November 2013.jpg
Berliner Fernsehturm
Berlim,  Alemanha
Status Completa
Construção 1965-1969
Uso Radiodifusão
Mirante
Restaurante
Altura
Antena 368,03 m
Construção
Arquiteto Hermann Henselmann
Jörg Streitparth
Fritz Dieter
Günter Franke
Werner Ahrendt

A Berliner Fernsehturm (traduzido do alemão, "torre de televisão de Berlim"[1] ) é uma torre de radiodifusão de sinal localizada na Alexanderplatz, no centro da cidade de Berlim, capital da Alemanha. A torre foi construída entre 1965 e 1969 pela República Democrática Alemã, que a usou como símbolo da Berlim governada pela República Democrática Alemã. A torre é facilmente visível de todo o centro e de alguns bairros de Berlim e continua a ser um símbolo da cidade.

Devido à sua localização perto da Alexanderplatz, a torre é apelidado de Torre Alex, especialmente por visitantes de Berlim.

A torre tinha originalmente 365 m de altura, mas após a instalação da nova antena em 1990 a altura aumentou para 368 m. A Fernsehturm é a quarta maior estrutura sem apoios da Europa, atrás somente da Torre Ostankino, em Moscou, da Torre de TV de Kiev e da Torre de rádio e televisão de Riga.

Existe uma plataforma para visitantes e um restaurante giratório no centro da esfera. A plataforma de visitantes está a uma altura de cerca de 204 m acima do solo e a visibilidade pode chegar a 42 km em dias claros. O restaurante, que gira uma vez a cada vinte minutos, está a poucos metros acima da plataforma (originalmente ele girou uma vez por hora, a velocidade foi duplicada mais tarde, e triplicou em sequência após as reformas tardias na torre em 1990).

Dentro do eixo central há dois elevadores para trazer visitantes para a esfera da torre, levando 40 segundos para chegar. Não é acessível por escadas. Devido ao seu pequeno tamanho, há longas esperas na base da torre.

Para marcar a Copa do Mundo FIFA de 2006 na Alemanha, e o jogo final no Estádio Olímpico de Berlim, a esfera foi decorada como uma bola de futebol com pentágonos na cor magenta, que era a cor da imagem do patrocinador oficial da Copa do Mundo a Deutsche Telekom, a proprietária da torre.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1964, Walter Ulbricht, líder do Partido Socialista Unificado da Alemanha que governou a Alemanha Oriental, decidiu autorizar a construção de uma torre de televisão na Alexanderplatz. A Berliner Fernsehturm foi modelada com base na Fernsehturm Stuttgart. Os traços arquiteturais voltam para uma idéia de Hermann Henselmann e Jörg Streitparth. Walter Herzong e Herbert Aust mais tarde participaram igualmente do planejamento. A construção iniciou em 4 de agosto de 1965. Após 4 anos de construção, a Fernsehturn começou os testes de transmissão em 3 de outubro de 1969, e foi oficialmente inaugurada quatro dias depois do Dia Nacional da República Democrática Alemã. Ela é conhecida entre os melhores pontos turísticos, em Berlim, e recebe cerca de um milhão de visitantes por ano.

Embora a construção desta torre tenha começado com uma torre de televisão no sudeste da Müggelberg Berlim, o projeto foi interrompido porque uma torre no local seria perigosa para aviões que pousam e decolam do Aeroporto Internacional Schönefeld.

A vingança do Papa[editar | editar código-fonte]

Quando o sol brilha sobre o telhado da cúpula de aço inoxidável da Fernsehturm, a reflexão aparece geralmente como uma cruz. Esse efeito, até onde se sabe, não foi previsto nem desejado no projeto da estrutura. Os berlinenses logo passaram a chamar a cruz luminosa de Die Rache des Papstes (alemão para a vingança do Papa), ironizando assim o governo socialista da antiga Alemanha Oriental, que promovia oficialmente o ateísmo e reprimia as instituições religiosas do País.[2] Pelas mesmas razões, a estrutura foi também chamado de "St. Walter" (de Walter Ulbricht).[carece de fontes?] O Presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, mencionou este fenômeno em seu discurso em 12 de junho de 1987:

Cquote1.svg Há anos, antes dos alemães orientais começarem a reconstruir as suas igrejas, ergueu-se uma estrutura secular: a torre de televisão na Alexanderplatz. Praticamente desde então, as autoridades vêm trabalhando no sentido de corrigir o que para eles na torre é uma grande falha: tratar a esfera de vidro no topo com tintas e produtos químicos de qualquer tipo. Contudo, mesmo hoje, quando o sol se reflete na esfera, a luz faz o sinal da cruz. Existem, em Berlim, como a própria cidade, símbolos do amor, símbolos de culto, que não podem ser suprimidos. Cquote2.svg
Ronald Reagan, 12 de junho de 1987

Cultura Popular[editar | editar código-fonte]

No filme da BBC End Day, a torre é destruída. No filme Tornado as janelas da torre são destruídas por um tornado.

Detalhes técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Entrada para o deck de observação a 6,25 metros do chão.
  • 2 elevadores para o transporte de visitantes.
  • 1 elevador para transportar equipamentos técnicos.
  • Escadaria em aço, com 986 degraus.
  • Plataformas de evacuação a 188 e 191 metros de altura.
  • Deck de observação a 203,78 metros.
  • Restaurante a 207,53 metros.
  • Altura da torre: 368,03 metros.
  • Peso do eixo: 26 000 toneladas.
  • Peso da esfera: 4800 toneladas.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Berliner Fernsehturm

Referências

  1. Google tradutor. Disponível em http://translate.google.com.br/#de/pt/Berliner%20Fernsehturm. Acesso em 12 de janeiro de 2013.
  2. „Die Rache des Papstes“ schimmerte hoch über Ost-Berlin (em alemão). Berliner Zeitung (2 de outubro de 2004). Página visitada em 14 de fevereiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]