Bernardo Gandulla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gandulla
Gandulla
Gandulla, em 1940, no Boca Juniors
Informações pessoais
Nome completo Bernardo José Gandulla
Data de nasc. 1 de março de 1916
Local de nasc. Buenos Aires,  Argentina
Nacionalidade argentino
Falecido em 7 de julho de 1999 (83 anos)
Local da morte Buenos Aires,  Argentina
Informações profissionais
Posição Atacante e Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1934-1939
1939-1940
1940-1943
1944-1946
1947-1948
Argentina Ferro Carril Oeste
Brasil Vasco da Gama
Argentina Boca Juniors
Argentina Ferro Carril Oeste
Argentina Atlanta


57 (26)
Seleção nacional
Seleção Argentina de Futebol 1 partida
Times/Equipas que treinou
1953
19571958
Argentina Defensores de Belgrano
Argentina Boca Juniors

Bernardo José Gandulla (Buenos Aires, 1 de março de 19167 de julho de 1999) foi um futebolista argentino das décadas de 1930 e 1940.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Atuou em clubes da Argentina como o Ferro Carril Oeste e o Club Atlético Boca Juniors, no Club de Regatas Vasco da Gama, do Rio de Janeiro, no Auxerra da Suíça e o Manchester City da Inglaterra. Foi campeão em 1940 e 1943 pelo Boca Juniors e defendeu a Seleção Argentina de Futebol em apenas 1 partida, contra Seleção do Uruguai[1].

Após seu aposentadoria, em 1946[2], foi treinador dos times de base do Boca Juniors e assumiu o profissional entre 1957 e 1958[3]. Também treinou o Club Atlético Defensores de Belgrano e foi dirigente esportivo.

Lenda[editar | editar código-fonte]

Existe um mito que o futebolista argentino deu origem ao termo "gandula", que no futebol é uma alcunha para os apanhadores de bola à beira do gramado, pois Bernardo, contratado pelo Club de Regatas Vasco da Gama, em 1939, não foi inscrito a tempo para o campeonato e mesmo assim, permanecia no gramado, nas partidos do clube. Neste período, destacou-se quando corria para apanhar a bola de futebol que ia para fora do campo e entregando, tanto para os companheiros como para os adversários[4]. Gandulla fazia isso com tanta rapidez que os jogadores, a torcida e a imprensa, utilizaram-se de seu sobrenome para denominar a função do apanhador de bolas, principalmente no antigo periódico esportivo Jornal dos Sports, em sua coluna "Pergunte ao João" da década de 1960[5].

Homenagem[editar | editar código-fonte]

Na Argentina, foi homenageado com a denominação ao prêmio de melhor jogador do ano[6].

Referências

  1. Bernardo José Gandulla La História de Boca Juniors - acessado em 1 de março de 2016 (em espanhol)
  2. Conheça o jogador que deu nome ao cargo de gandula Jornal de Santa Catarina - acessado em 2 de março de 2016
  3. A arte de gandular Correio do Povo - acessado em 2 de março de 2016
  4. A história de Gandulla, o outro aniversariante de 1º de março Revista Veja Rio - acessado em 1 de março de 2016
  5. História do gandula mostra como lendas se tornam realidade no futebol Portal TN Online - acessado em 1 de março de 2016
  6. Hoje é um dia importante para o vocabulário do futebol: quem foram Gandulla e Pichichi Portal Trivela - acessado em 2 de março de 2016
Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.