Beterraba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaBeterraba
Beta vulgaris

Beta vulgaris
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Caryophyllales
Família: Amarantaceae
Género: Beta
L.
Espécies
Ver texto

A beterraba (género Beta L.[1]) é uma planta herbácea da família das Quenopodiáceas, por Cronquist, ou das Amarantáceas, pela APG. Nome derivado do substantivo francês betterave (sendo bette a acelga, e rave nabo). O colo tuberizado serve, para além dos fins culinários, produção de açúcar (sacarose). Também existe uma variante cultivada para alimentação animal.

É comum achar que a beterraba é uma raiz, como a cenoura, porém o órgão de reserva é o caule, mais especificamente o colo da planta.

Beterraba encontrada no Rio de Janeiro.

A beterraba é rica em açúcares. Quando em condição natural, a beterraba se conserva por até uma semana, se mantida em local fresco e sombreado.

A beterraba é usada também como combustível alternativo na Europa, sendo usada para a preparação de etanol. A beterraba é recomendada para situações de anemia, devido à riqueza em ferro e ácido fólico. As folhas de beterraba possuem propriedades benéficas, semelhantes às folhas do espinafre, ambas sendo utilizadas na indústria farmacêutica devido às suas qualidades terapêuticas (MATOS et al., 2009). A beterraba tem valiosas propriedades medicinais devido ao seu elevado conteúdo de [sais minerais]], vitaminas e carboidratos (BALBACH e BOADIM, 1992).

Tem ação neutralizadora de ácidos, auxilia a formação de glóbulos vermelhos; por ser rica em ferro e cobre, auxilia na produção de plaquetas, promove fortalecimento muscular devido à sua alta concentração de potássio e manganês, fortalece tendões e tem ação anti-inflamatória (BALBACH e BOADIM, 1992). Ela fortalece o coração, aumenta a circulação sanguínea, purifica o sangue. Quando utilizada junto com a cenoura tem ação na regulação hormonal (PITCHFORD. 2002).

Os médicos recomendam consumi-la crua, ralada, em salada. Se preferir comê-la cozida, a sugestão é cozinhá-la inteira, com casca e com 5 cm do talo, acrescentando duas colheres de vinagre na água para que mantenha intacta a cor vermelha.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Valor nutricional[editar | editar código-fonte]

  • A Cada 100 gramas de beterraba contém:

Classificação do gênero[editar | editar código-fonte]

Sistema Classificação Referência
Linné Classe Pentandria, ordem Digynia Species plantarum (1753)


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Betanina, o corante presente em algumas espécies de beterraba.

Referências

  1. «Beterraba». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 20 de setembro de 2016. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BALBACH, A., BONAVENTURA, C., LIMA, A. D., AZAR, L. Alho. Tecnologia em Gastronomia: Noções, 2006.
  • CRUZAT, V.F; PETRY, E.R; TIRAPEGI, J Glutamina: aspectos bioquímicos, metabólicos, moleculares e suplementação. Rev Bras Med esporte, vol 15, n. 5, set/ out, 2009.
  • MATOS, I. A. F., MACEDO, D. C., CIABOTI, S., PEREIRA, L. A., ALVARENGA, C. A. Avaliação da Composição centesimal de folhas de Beterraba Comparadas com Espinafre. II Seminário Iniciação Científica - IFTM, Uberaba, MG, 2009.
  • LEANDRO, C.G.; NASCIMENTO, E. do; AZEVEDO, M.M.; VIEGAS, A.; ALBUQUERQUE,C.; CAVALCANTI,C.B; MANHAES-DE-CASTRO, R.; CASTRO, C.M.M.B DE. Efeito da L-Glutamina sobre o perfil leucocitário e a função fagocítica de macrófagos de ratos estressados. Rev. Nut., Campinas, v.19, n.4 jul/ago. 2006.
  • PACIFICO, S.L.; LEITE, HP.; CARVALHO, WB. de. Glutamine supplementation: is it beneficial to critically ill children? Rev. Nutr., Campinas, v.18, n.1, 2005.
  • PITCHFORD, P. Healing with whole foods: Asian traditions and modern nutrition. 3ed., p.537, 2002.