Bate-Seba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Betsabá)
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bate-Seba
Betsabá' lendo carta do rei Davi (pintura de Willem Drost, 1654)
Nome hebraico ou grego בַּת שֶׁ֫בַע‎‎
Pais Eliã
Filhos Salomão
Natã
Siméia
Sobabe
Livros II Samuel.
Portal Bíblia

Betsabá, Betsabé (português brasileiro) ou Betsabé, Bate-Seba (português europeu) (em hebraico: בת שבע, Batsheva ou Batseba) foi, de acordo com a narrativa bíblica, uma das esposas do rei Davi. Era filha de Eliã ou Amiel, e esposa de Urias, o guerreiro heteu a serviço do rei hebreu.[1][2] Seu nome significa literalmente «filha de set'anos», porém pode ser também traduizido como «filha do ajuste».[3]

Enquanto os soldados lutavam contra os amonitas, Davi ficou impressionado com a beleza de Bate-Seba ao vê-la banhar-se e a seduziu. Obteve sucesso na sua sedução, o que geralmente sucedia aos reis na sociedades primitivas, embora o seu ato fosse considerado uma transgressão perante a lei mosaica e um pecado segundo os olhos do Deus de Israel.

Para tentar encobrir sua transgressão, Davi chegou a cometer outro pecado, expondo Urias à morte em uma batalha, reduzindo suas chances de sobreviver (II Samuel 11). Bate-Seba estava grávida de Davi e, após a morte de seu marido Urias, ela tornou-se uma de suas esposas.

Devido ao fato, Davi foi repreendido por Deus através do profeta Natã , reconheceu seu pecado (II Samuel 12:13), e pediu perdão a Deus (salmo 51). No entanto, o menino que nasceu dessa gravidez adulterina morreu por juízo divino (II Samuel 12:15-18), o que deixou Davi profundamente abatido, porém em grande estado de adoração ao Deus Eterno, pela sua justiça.

No entanto, Davi teve com Bate-Seba mais quatro filhos, incluindo Salomão, que sucedeu ao trono de Israel (I Crônicas 3:5) e cumpriu a promessa de construir um templo para Deus.

Quando Davi estava quase morrendo, Adonias reivindicou para si a sucessão ao trono de Israel, mas Bate-Seba e o profeta Natã convenceram Davi a instalar Salomão como rei (I Reis 1:5-40).

No hebraico, o seu nome significa "filha do juramento", ou então "sétima filha". Em I Crônicas 3:5, ela é chamada Bate-Sua.

Nos escritos rabínicos Bate-Seba é descrita como mulher dotada de mente brilhante e de beleza física incomum. Acreditavam que parte da sabedoria de Salomão teria sido herdada de sua mãe.

Referências

  1. «David y Betsabé en la Biblia» (em espanhol). Consultado em 14.nov.2012. 
  2. Metzger, Bruce Manning; Coogan, Michael David (2002). Dicionário da Bíblia. as pessoas e os lugares 1 (Rio de Janeiro: Jorge Zahar).  Texto ". Maria Luíuza Borges (trad.)" ignorado (Ajuda)
  3. «Bath - Sheba (Bat - Sheva) | Girl | Hebrew Names | Learn Biblical Hebrew with eTeacher» (em inglês). Consultado em 14.nov.2012. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bate-Seba