Amor sem Fronteiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Beyond Borders)
Amor sem Fronteiras
Beyond Borders
 Estados Unidos
2003 •  cor •  127 min 
Direção Martin Campbell
Produção Dan Halsted
Lloyd Phillips
Roteiro Caspian Tredwell-Owen
Elenco Angelina Jolie
Clive Owen
Teri Polo
Kate Ashfield
Gênero drama
romence
Música James Horner
Cinematografia Philip Meheux
Figurino Norma Moriceau
Edição Nicholas Beauman
Companhia(s) produtora(s) Mandalay Pictures
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 24 de outubro de 2003
Idioma inglês
Orçamento US$ 35 milhões
Receita US$ 11,705,002
Site oficial

Beyond Borders (em Portugal e no Brasil intitulado de Amor sem Fronteiras[1][2] ), lançado em 2003, é um drama romântico estadunidense, dirigido por Martin Campbell e estrelado por Angelina Jolie, Clive Owen, Teri Polo e Kate Ashfield. A história é sobre uma socialite que, após conhecer um médico, deixa sua pacata vida em Londres para dedicar-se a uma ONG que ampara refugiados na África.[3] A trilha sonora original foi composta por James Horner.

Refletindo o interesse da vida real de Jolie em promover o alívio humanitário,[4] O filme recebeu críticas negativas e foi um fracasso nas bilheterias arrecadando US$11,705,002 em um orçamento de US$35 milhões de dólares.[5] Atualmente detém uma classificação de 14% no Rotten Tomatoes com base em 103 avaliações. O consenso crítico sobre o filme diz que Beyond Borders é bem-intencionado, mas o uso do sofrimento humano como pano de fundo para um romance aparece como hipócrita e explorador[6] Foi comercializado com o slogan "Em um lugar que ela não pertence, entre pessoas que ela nunca conheceu, ela encontrou uma maneira de fazer a diferença".

Concomitantemente ao lançamento do filme, Jolie publicou Notes from My Travels, uma coletânea de reportagens de suas experiências na vida real como Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) — semelhante a sua personagem no filme.

Angelina Jolie recebeu duas indicações ao Framboesa de Ouro de Pior Atriz por suas atuações neste e Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life, mas perdeu para Jennifer Lopez por Gigli.[7]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Enquanto participa de uma festa de gala da alta sociedade londrina de angariação de fundos, Sarah Jordan (Angelina Jolie), uma socialite americana ingênua e casada que mora na Inglaterra, testemunha um apelo feito por um intruso - um humanitário renegado, Dr. Nick Callahan (Clive Owen) e Jojo (Keelan Anthony), uma criança etíope. Eles protestam contra o cancelamento de um fundo contra a fome e lançam acusações contra o dono da festa, a qual Sarah é nora. Seu pedido feito em favor de crianças pobres sob seus cuidados transforma a vida de Sarah de cabeça para baixo. Atraída por Nick e sua causa, ela impulsivamente abandona seu trabalho em uma galeria de arte e sua vida na Inglaterra para trabalhar ao lado dele em seu esforço para ajudar os campos de refugiados. Ela viaja para a Etiópia.

À medida que o trabalho de Sarah a leva a essas áreas voláteis, onde poucas pessoas viajaram e menos ainda sobreviveram, ela descobre que as duras realidades que encontra e sua crescente atração romântica pelo carismático e imprevisível médico incitam nela uma paixão por salvar vidas, enquanto arriscando a sua própria no processo. Ela trabalha para organizações humanitárias e de direitos humanos por dez anos depois de viajar pela Etiópia, e eventualmente trabalha para o ACNUR e atua como representante regional do Reino Unido.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Angelina Jolie recebeu uma indicação ao "Framboesa de Ouro", na categoria "Pior Atriz".[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]