Bia Doria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bia Doria
59.ª Primeira-dama de São Paulo
Período 1 de janeiro de 2019
até a atualidade
Governador João Doria
Antecessor(a) Lúcia França
47.ª Primeira-dama da cidade de São Paulo
Período 1 de janeiro de 2017
até 6 de abril de 2018
Prefeito João Doria
Antecessor(a) Ana Estela Haddad
Sucessor(a) Regina Nunes
Dados pessoais
Nome completo Beatriz Maria Bettanin Doria
Nascimento 8 de maio de 1960 (61 anos)
Pinhalzinho, Santa Catarina
Nacionalidade brasileira
Cônjuge João Doria Jr
Ocupação artista plástica
Website http://www.biadoria.com.br/

Beatriz Maria Bettanin Doria, mais conhecida como Bia Doria (Pinhalzinho, 8 de maio de 1960),[1][2] é uma artista plástica brasileira. Ela é casada com o governador do estado de São Paulo, o empresário João Doria, sendo primeira-dama do estado de São Paulo e presidente do Fundo Social de São Paulo.

Em 2016, Bia Doria envolveu-se em uma polêmica ao declarar, em entrevista à Folha de S.Paulo, que não conhece o centro da cidade de São Paulo, entre outras frases consideradas elitistas, logo após seu marido ter vencido as eleições municipais para prefeito daquele ano.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Pinhalzinho, no oeste do estado de Santa Catarina, Bia Doria é filha de imigrantes italianos.[1][4] Radicada em São Paulo desde 1980, mantém seu ateliê no bairro Vila Nova Conceição, na capital paulista.

Bia Doria tem na natureza a matéria-prima e o motivo de seu trabalho. Ela trabalha com resíduos de floresta de manejo, árvores nativas resgatadas de queimadas, desmatamentos, fundo de rios e barragens. De norte a sul do Brasil, ela percorre, transpassa, recupera. Lapida, recria e cuida.

Desenvolvendo suas próprias criações, com muita inovação dentro do que sua imaginação identifica como formas ideais da natureza.

Escultura de madeira de floresta de manejo
Escultura "Bailarina da Natureza" - Artista Bia Doria

As esculturas de Bia Doria são sensíveis e busca a expansão da consciência, uma invenção espacial das formas da flora. “São materiais difíceis de serem trabalhados”, diz Bia.

“Necessitam de cuidados especiais, desde a higienização até sua preservação, portanto, é um demorado processo de elaboração. Eu me identifico com esta matéria-prima, é uma troca permanente, que começa no tato e permanece enquanto descubro a forma que se esconde no diálogo que a natureza me transmite.”, completa a artista...

Bia cria e recria suas obras não só com a estética, mas também com engajamento ecológico, mostrando através de sua arte a preocupação com o meio ambiente e, sobretudo, alertar sobre os desastres ocorridos no Brasil e no mundo.

Em sua carreira artística, Bia Doria tem no currículo várias exposições realizadas pelo Brasil e em países como França, Alemanha, Estados Unidos e Itália.

Teve como professor e conviveu com o escultor, fotógrafo e ambientalista Frans Krajcberg.[4] Bia Doria é envolvida com ações ecológicas, e participou do movimento "O Grito" promovido por Kracjberg em Nova Viçosa e do Fórum Mundial da Sustentabilidade.[5][6]

Ela é casada com o empresário João Doria Jr, governador do estado de São Paulo, desde 1987. Eles têm três filhos juntos.[1][7]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Entrevista à Folha de S.Paulo[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2016, logo após seu marido João Doria haver vencido a eleição para prefeito de São Paulo, Bia Doria concedeu entrevista à Folha de S.Paulo onde fez declarações como "Onde é isso? Não conheço." (sobre o Parque Augusta), "Quase nunca fui lá. É tipo um viaduto, né?" (sobre o Minhocão) e "Não adianta ter uma funcionária que chega no ateliê e tem problemas de nutrição." (sobre a desigualdade de classes).[3] Bia também declarou que não utilizaria as ciclovias em São Paulo por considerá-las perigosas demais e que a Rua Avanhandava (em suas palavras, "vielinha torta onde fica a Famiglia Mancini") era o único lugar da cidade onde seria possível andar a pé "como em Nova Iorque". Apesar do tom elitista das afirmações, Bia Doria disse se dar bem com pessoas "mais humildes" e se comparou à Eva Perón. A entrevista foi feita dentro de seu Porsche Cayenne.

A entrevista teve ampla repercussão negativa para sua imagem e a de seu marido.[8][9][10] Bia teve seu site pessoal invadido no mesmo dia em que a entrevista foi publicada.[11] Após o episódio, Bia Doria passou a evitar conceder novas entrevistas.[12]

Opinião sobre desabrigados[editar | editar código-fonte]

Bia Doria disse em uma entrevista à socialite Val Marchiori não ser correto ajudar moradores de rua com comida ou roupas, pois a rua hoje em dia é algo "atrativo" e seria uma forma das pessoas nessa condição se livrarem de responsabilidades.[13][14] Após a repercussão negativa de sua fala, Bia falou que não foi interpretada contextualmente.[15] Em entrevista ao Ponte Jornalismo, Júlio Lancellotti, que trabalha há 35 anos com pessoas em situação de rua, chamou a declaração de "cruel e desconsidera a história de cada um".[16]

Exposições[editar | editar código-fonte]

2007

  • Salon Art en Capital - Salon des Artistes Indépendants, Paris, França;
  • Museu Brasileiro da Escultura, Terra, Vida e Natureza, São Paulo, Brasil;

2008

  • Feira Internacional de Artes e Design, Seul, Coréia do Sul;
  • Casa da Fazenda - Exposição Arte da Terra, São Paulo,Brasil;[17]

2011

  • Shopping Cidade Jardim (São Paulo, Brasil)

2012

  • Natureza transformada em obras de arte - Shopping Santana Parque (São Paulo, Brasil)[18]
  • Design Brasil (Hotel Hilton) (São Paulo, Brasil)[19]
  • Art Basel de Miami (Florida, EUA)[20]
  • Galeria Stefan Maria Gast (Munique, Alemanha)

2013

  • Art Basel de Miami (Florida, EUA)

2014

2015

2016

  • "Bailarinas da Natureza" – Salão Negro do Congresso Nacional (Brasília, Brasil)[33]
  • 14 Anos de Carreira – One Sixty Cyrela (São Paulo, Brasil)[34]
  • 15ª Expolux - Espaço Design (São Paulo, Brasil)[35]
  • Exposição de Arte Brasileira Sustentável - Memorial da América Latina (São Paulo, Brasil)[36]

2017[editar | editar código-fonte]

  • Exposição “Arte e Fé de São Paulo a San Paolo” – Basilica Papale di San Paolo Fuori le Mura - Roma, Itália;[37]
  • Exposição Crossing Cultures 11º edição - Kcfa Gallery - Pinta Miami, Miami, EUA;[38]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2015 - 4º prêmio na categoria Escultura na 10° Biennale Florence, Florença,Itália;[27]
  • 2016 - 1º lugar na categoria escultura em Tivoli - Scuderie Estensi, Roma, Itália;[39]
  • 2016 - 34º prêmio internazionale “FONTANE DI ROMA” – Arte, Cultura e Solidarietà - Accademia Internazionale La Sponda, Roma, Itália;
  • 2017 - 35° prêmio internazionale “FONTANE DI ROMA” – Arte, Cultura e Solidarietà - Accademia Internazionale La Sponda, Roma, Itália;[40]

Outros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Flor da terra, Editora Decor Books, 2010 (304 pp), São Paulo, Brasil;[41]
  • Raizes do Brasil, Editora Pit Cult, 2014 (320 pp), São Paulo, Brasil.[41]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Raízes do Brasil, de Waldemar Tamagno.[42]

Referências

  1. a b c Futura primeira-dama de São Paulo, Bia Doria é natural de Pinhalzinho, no Oeste Catarinense. Por Laura Coutinho. Diário Catarinenses, 3 de outubro de 2016
  2. Doria usou offshore para comprar apartamento em Miami, mostram Panama Papers. Por José Roberto de Toledo, Pedro Venceslau, Daniel Bramatti, Rodrigo Burgarelli e Guilherme Duarte. O Estado de S.Paulo, 30 de abril de 2016.
  3. a b «'Me sinto do povo', diz Bia Doria, a nova primeira-dama de SP - 09/10/2016 - Poder - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  4. a b «A natureza viva de Bia Doria - ISTOÉ Independente». ISTOÉ Independente. 13 de maio de 2011 
  5. «Nova Viçosa grita com Krajcberg em defesa das florestas - Jornal e Revista Ecoturismo». revistaecoturismo.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  6. GreenNation. «3º Fórum Mundial de Sustentabilidade» 
  7. «Bia Doria seguirá exemplo de Lu Alckmim». Veja. 3 de outubro de 2016. Consultado em 10 de março de 2018 
  8. «O mundo do faz de conta de Bia Doria». Marcelo Rubens Paiva. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  9. PhillipsBioBioFollowFollowCorrespondent, Dom Phillips closeDom. «Brazil's poor just 'want a hug': Wealthy politician's wife ridiculed for interview from Porsche». Washington Post (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  10. «Ativista Stephanie Ribeiro comenta a entrevista de Bia Doria». Catraca Livre. 11 de outubro de 2016. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  11. Paulo, Do G1 São (9 de outubro de 2016). «Futura primeira-dama de SP, Bia Doria tem site invadido por hackers». São Paulo. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  12. «Após gafe em 2016, Bia Doria evita falar com a imprensa | Terraço Paulistano». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  13. «Bia Doria diz que é errado dar comida a moradores de rua: 'É um atrativo'». 4 de Julho de 2020. Consultado em 4 de Julho de 2020 
  14. «Bia Doria diz que não se deve doar marmitas a moradores de rua porque eles 'gostam de ficar nas ruas': 'É um atrativo'». 4 de Julho de 2020. Consultado em 4 de Julho de 2020 
  15. «Bia Doria diz que frase foi tirada do contexto e se desculpa: 'Tranquila'». 4 de Julho de 2020. Consultado em 4 de Julho de 2020 
  16. «'É cruel e desconsidera a história de cada um', diz Júlio Lancellotti sobre vídeo crítico ao povo de rua». Ponte Jornalismo. Consultado em 6 de julho de 2020. Cópia arquivada em 6 de julho de 2020 
  17. Zaramella, Bianca; Aguiar, Aurora. «Evento de Bia Doria». www.terra.com.br. ISTOÉ Gente. Consultado em 10 de março de 2018 
  18. «Bia Doria expõe obras orgânicas em São Paulo». CARAS. 25 de julho de 2012 
  19. «Hilton Morumbi inicia mostra de design com peças ecológicas». hoteliernews.com.br. 22 de novembro de 2013. Consultado em 10 de março de 2018 
  20. Rodrigues, Carolina. «Bia Doria to take part in Art Basel Miami Beach 2012». www.prnewswire.com (em inglês). Consultado em 10 de março de 2018 
  21. «A Santa Ceia na Arte Popular | Instituto Pinheiro». www.institutopinheiro.org.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  22. a b «Esculturas de Bia Doria encantam o espaço Lounge no Shopping Market Plaza». Paulinho Peres 
  23. «Bia Doria lança série Florações no Salão de Arte de São Paulo». Marie Claire 
  24. «Salão de Arte 2014 no Clube Hebraica». dasartes.com. Consultado em 10 de março de 2018 
  25. «Exposição da artista Bia Doria». Pinacoteca Benedito Calixto (em inglês). Consultado em 10 de março de 2018 
  26. «Redesenhando a natureza chega ao MAC». Goiás Agora. 18 de setembro de 2015. Consultado em 10 de março de 2018 
  27. a b «The names of the awarded artists 2015 - Florence Biennale». Florence Biennale (em inglês). 29 de outubro de 2015 
  28. «Bia Doria participa da 26º mostra Mercato d'arte moderna e contemporânea Arte Padova». www.paisagismoemfoco.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  29. Jensen, Emily. «São Paulo's First Lady-Elect Likens Herself To Eva Perón: 'I'm Of The People' | The Bubble | Argentina News». www.thebubble.com (em inglês). Consultado em 10 de março de 2018 
  30. «Bia Doria apresenta obra inédita no 22º Salão de Arte de São Paulo - PR Newswire - Tecnologia - R7». noticias.r7.com. Consultado em 10 de março de 2018 
  31. «Bia Doria expõe 12 obras na OLHE BRASIL Green Art Show Arquitetura e Design». UOL Economia 
  32. «Núcleo A+D reúne a sociedade guarulhense em noite de inauguração». www.guarulhosweb.com.br 
  33. «Bailarinas da Natureza». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 10 de março de 2018 
  34. «Bia Dória comemora seus 14 anos de carreira como artista plástica». CARAS. 15 de abril de 2016 
  35. «Bia Doria expõe esculturas da série Bailarinas Vermelhas na Expolux, de 28 de junho a 2 de julho - Notícias - UOL Economia». UOL Economia 
  36. «Exposição de Arte Brasileira Sustentável - Exposições | Guia Folha». Guia Folha. Consultado em 10 de março de 2018 
  37. «Bia Doria vai expor obras em basílica papal em Roma». Jornal do Commercio Online. 15 de maio de 2017 
  38. «Kristen Campo Fine Art / Exhibitors 2017 / Expositores 2017 - Pinta Miami». es.pintamiami.com (em espanhol). Consultado em 10 de março de 2018 
  39. «Bia Doria recebe prêmio Villa d'Este na cidade italiana de Tivoli | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  40. «34º Prêmio Internazionale "Fontane di Roma"». www.biadoria.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  41. a b «Livros – Bia Doria». www.biadoria.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  42. A arte do protesto. Istoé, 3 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Bia Doria