Bia Seidl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bia Seidl
Bia em 2017
Nome completo Maria Beatriz Parpinelli Seidl
Pseudônimo(s) Bia Seidl
Nascimento 19 de setembro de 1961 (61 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Etnia austro-brasileira
ítalo-brasileira
Ocupação atriz
Período de atividade 1981 – presente

Maria Beatriz Parpinelli Seidl, mais conhecida como Bia Seidl (Rio de Janeiro, 19 de setembro de 1961), é uma atriz brasileira.

Biografia e Carreira[editar | editar código-fonte]

Maria Beatriz nasceu na capital fluminense em setembro de 1961. Seu pai, Theophilo, possui ascendência austríaca e sua mãe, Alice, é descendente de italianos.[1] Adotou o nome artístico de Bia Seidl e iniciou seus estudos sobre arte e atuação, começando a atuar em teatro.

Considerada uma das melhores atrizes de sua geração, Bia foi alçada à fama em 1981, quando Sílvio de Abreu a convidou para atuar em Jogo da Vida, uma novela paulistana, onde ela deu vida à personagem Vivian.[2]

Após sua primeira repercussão em televisão, em 1982, ganhou uma personagem na primeira versão da novela Paraíso, de Benedito Ruy Barbosa, interpretando Edith. Em 1983, teve seu primeiro personagem de maior destaque, no horário nobre, em Louco Amor, novela de Gilberto Braga, interpretando a jovem Luciana.

Sua carreira foi marcada por fortes papéis antagônicos em novelas, uma das mais marcantes foi a Gláucia, de A Gata Comeu, um grande sucesso de Ivani Ribeiro em 1985. Na trama, ela era irmã da protagonista Jô Penteado, papel de Christiane Torloni, e vivia em conflito com a família por ser rancorosa e invejosa.[3]

Mesmo após o sucesso de sua personagem em A Gata Comeu, Bia não manteve contrato fixo com a Rede Globo e, em 1986, transferiu-se para a Rede Manchete, que estava com sua produção em teledramaturgia em alta. Neste ano, foi a coprotagonista de Dona Beija, interpretando a doce Aninha.[4] Entre setembro de 1986 e março de 1987, também esteve no elenco de Tudo ou Nada, novela de José Antônio de Souza e protagonizada pela atriz Elizângela.

Em outubro de 1987, Bia voltou à Rede Globo integrando o elenco da novela Mandala, exibida às 20h, interpretando Mariana, par romântico de Osmar Prado.[5] No seguinte, Bia entrou na fase final da novela Vale Tudo, como a fotógrafa Marília Dias. Na trama, sua personagem se envolvia amorosamente com Laís, vivida por Cristina Prochaska.[6]

Em 1989, foi uma das protagonistas de O Sexo dos Anjos, interpretando Diana, o Anjo da Morte, a figura antagônica da novela, que envia o protagonista Adriano à Terra para buscar a protagonista Isabela, interpretados por Felipe Camargo e Isabela Garcia, respectivamente.[7] Volta às novelas em 1990, em Mico Preto. Em Vamp, comédia sobre vampiros de 1991, Bia deu vida à Soninha. Em 1992 realizou uma pequena participação em Perigosas Peruas, interpretando a advogada da protagonista Cidinha (Vera Fischer).

Após alguns trabalhos na década de 90, os convites para trabalhos em grandes obras na televisão começaram a diminuir, e Bia enfrentou uma crise em sua carreira. Realizou participações em minisséries marcantes, como Memorial de Maria Moura e Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados.

Em 1995, transferiu-se para o SBT, interpretando sua primeira protagonista em telenovelas, dando vida a atriz Pola Renon de Sangue do Meu Sangue, trama ambientada no Império do Brasil do século XIX.[8][9] Em outubro de 1996 começou a gravar a versão de 1997 de Os Ossos do Barão, interpretando Lavínia.

Em 1998 estreou na Rede Record, passando assim por todas as principais emissoras de televisão do país. Em Estrela de Fogo interpretou a administradora Luciana.

Bia em novembro de 2010, após apresentação da peça Cândida, em São Paulo.

Manteve-se afastada das telenovelas até 2001, limitando-se a pequenas participações em seriados, como Você Decide, quando ingressou ao elenco da oitava temporada da novela teen Malhação. Vera, sua personagem em Malhação,[10] descobria um câncer de mama e se submetia a uma mastectomia radical (optando, numa atitude corajosa, por não reconstruir a mama perdida).

Em 2003 voltou ao SBT, na novela Jamais Te Esquecerei, remake da novela mexicana Nunca te olvidaré, interpretando a vilã Leonor.

Em 2004, esteve nos palcos com a peça O Mistério do Fantasma Apovorado, espetáculo infantil escrito por Walcyr Carrasco, onde Bia teve sua atuação aclamada pela crítica vencendo os prêmios Coca Cola e Troféu APCA de melhor atriz. Após sua elogiada atuação, Walcyr Carrasco a convidou para integrar o elenco da novela Alma Gêmea em 2005.

No teatro interpretou a peça Cândida de Bernard Shaw onde é a protagonista, uma mulher casada com um reverendo.[11][12] Em 2007, foi convidada por Aguinaldo Silva para voltar às novelas, foi quando fez uma participação especial na novela Duas Caras.[3] Em 2008, Bia esteve em dois episódios do seriado Casos e Acasos.[13]

Quando está afastada da televisão, Bia se dedica ao teatro e a preparação de novos atores.

Em 2017, Bia assina com a RecordTV para interpretar a diabólica vilã Débora Koheg Montana de Apocalipse que é a perversa progenitora do Anticristo.[14]

Em 2018 Na TVI de Portugal, interpreta Maria Pia em Valor da Vida.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A atriz tem dois filhos, Daniel que é redator e editor e Miranda que trabalha como designer.[15]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1981 Jogo da Vida Vivian
1982 Paraíso Edith Alcântara
1983 Louco Amor Luciana
1984 Corpo a Corpo Laís Episódio: "26 de novembro"
1985 A Gata Comeu Gláucia Brandão Penteado
1986 Dona Beija Ana Felizardo Sampaio (Aninha)
Tudo ou Nada Odila Bourbon
1987 Mandala Mariana
1988 Vale Tudo Marília Dias Episódios: "26 de dezembro–6 de janeiro"
1989 O Sexo dos Anjos Anjo da Morte / Diana
1990 Delegacia de Mulheres Mariana Episódio: "Elas não Usam Black-tie"
Mico Preto Beatriz
1991 Caso Especial Joana Episódio: "Marina"
Vamp Soninha
1992 Perigosas Peruas Advogada de Cidinha Episódio: "10 de fevereiro"
Você Decide Cristina Episódio: "Armadilha do Destino"
1993 Olga Episódio: "O Filho da Outra"
Contos de Verão Renata
1994 Memorial de Maria Moura Bela
Você Decide Elza Episódio: "Mãe Solteira"
1995 Engraçadinha Mãe de Sílvio (jovem) Episódio: "25 de abril"
Sangue do Meu Sangue Pola Renon
1997 Os Ossos do Barão Lavínia
1998 Estrela de Fogo Luciana
2000 Você Decide Francis Episódio: "Golpe de Mestre"
Viviane Episódio: "Admirável Mundo Novo"
2001 Malhação Vera Ferreira Temporada 8
2003 Jamais Te Esquecerei Leonor
2005 Alma Gêmea Vera Sousa Dias Enck
2006 Bicho do Mato Laura Rodrigues
2007 Duas Caras Gabriela Fonseca do Nascimento Episódios: "1–2 de outubro"
2008 Casos e Acasos Cristiana Episódio: "O Triângulo, a Tia Raquel e o Pedido"
Paloma Episódio: "O Papai Noel, a Perna Quebrada e o Presépio"
2009 Deu a Louca no Tempo Lola
Paraíso Aurora Medeiros
2010 A Vida Alheia Leila Episódio: "A Vítima"
2011 Insensato Coração Helena Episódios: "2 de maio–26 de julho"
2012 Lado a Lado Margarida Vieira
2013 Dança dos Famosos Participante Temporada 10[16]
2017 A Vida Secreta dos Casais Alice[17] Episódio: "2"
Apocalipse Débora Koheg
2018 Valor da Vida Maria Pia
2020 Coisa Mais Linda Clarice Episódio: "Sobre Viver"

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1984 Os Trapalhões e o Mágico de Oróz Virgem Maria
1987 Os Fantasmas Trapalhões Leila
Eu Berenice

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Notas
1991 No Natal a Gente Vem Te Buscar Autor: Naum Alves de Souza
Direção: João Albano
1993 No Coração do Brasil Autor e Direção: Miguel Falabella
2000 As Encalhadas Autores: Miriam Palma e Isabel Scisci
 Direção: Bibi Ferreira e Paulo Afonso de Lima
2004
2005
O Mistério do Fantasma Apavorado Autor: Walcyr Carrasco
Direção: Eduardo Figueiredo
2008
2011
Cândida Autor: Bernard Shaw
Direção: Zé Henrique de Paula
2016 Não Contém Glúten Autor: Sergio Roveri
Direção: José Roberto Jardim

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado
2005 Troféu Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) Melhor Atriz
O Mistério do Fantasma Apavorado
Venceu
Prêmio Coca Cola de Teatro Melhor Atriz de Espetáculo Infantil Venceu
2016 Troféu Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) Melhor Atriz
Não Contém Glúten
Indicada

Referências

  1. Bia Seidl fala sobre Walter Hugo Khoury Acesso em 7 de abril de 2020
  2. Redação Gshow (16.12.2012) MEMÓRIA: confira Bia Seidl em sua primeira novela, Jogos da Vida, em 1981. Gshow. Acesso em 7 de abril de 2020.
  3. a b «Relembre Bia Seidl em A Gata Comeu, Vamp e em muitas outras novelas!». Globo.com. 17 de maio de 2011. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  4. «Araxá abriga história de Dona Beija». Defender.org. Consultado em 7 de abril de 2020 
  5. «Mandala». Globo.com. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  6. Google Books: Conjugalidades, parentalidades e identidades lésbicas, gays e travestis
  7. «O Sexo dos Anjos». Teledramaturgia 
  8. Michelazzo, Luiz Augusto (11 de junho de 1995). «Bia conquista pai e filho em Sangue». O Dia. TV-Pesquisa. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  9. Scalzo, Mariana (9 de julho de 1995). «Bia Seidl vive abolicionista moderna». Folha de S.Paulo. TV-Pesquisa. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  10. «Bia Seidl». Caras. UOL. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  11. «Veja bastidores da peça "Cândida", com Bia Seidl, em SP». UOL. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  12. «Diversão inteligente é a proposta da encenação de "Cândida"». IG. 30 de janeiro de 2011. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  13. «Bia Seidl defende simplicidade no Natal: "Temos que ser simples como Jesus foi".». Globo.com. 16 de dezembro de 2008. Consultado em 15 de dezembro de 2011 
  14. «Bia Seidl volta às novelas após 4 anos como mãe de Sérgio Marone em 'Apocalipse'». Terra.com. Consultado em 12 de agosto de 2017 
  15. «BIA SEIDL E MIRANDA: 'SOU EXIGENTE E COMPANHEIRA'». Caras. UOL. 15 de maio de 2008. Consultado em 30 de dezembro de 2011 
  16. «Bia Seidl é a última a integrar a Dança dos Famosos; veja lista». Contigo!. Abril.com. 17 de maio de 2013. Consultado em 30 de maio de 2013 [ligação inativa] 
  17. Redação (11 de agosto de 2017). «Manoela Aliperti vai participar da série "A Vida Secreta dos Casais"». Noticiasdetv.com. Consultado em 18 de setembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]