Biblioteca 2.0

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O conceito Biblioteca 2.0 surge a partir da união dos conceitos encontrados nos termos Biblioteca e Web 2.0. Engloba as teorias e as práticas da Biblioteconomia inseridas no contexto da Web 2.0 (mensagens síncronas, streaming media, blogs, wikis, redes sociais, tagging, alimentadores RSS, Mashups). A Web 2.0 reconfigurou os processos de produção e organização do conhecimento e informações na Internet. Nesse sentido, o conceito de Biblioteca 2.0 marca uma relação das ações Biblioteconômicas com a dinâmica de conteúdos Web 2.0. A Biblioteca 2.0 tem como características a abordagem centrada ao usuário pertencente a comunidades e a política de compartilhamento de informações sob a ótica da ética hacker.

A Biblioteca 2.0 não trata de ser uma biblioteca física, com livros nas estantes, embora carregue consigo a força expressiva do termo biblioteca. Ela existe no ciberespaço, e é formado por uma rede de pessoas que agrupam-se em comunidades com interesses em comum e que tenham como propósito compartilhar informações, conteúdos, documentos. É neste cenário que o bibliotecário 2.0 atua fazendo conexões relevantes entre dados e informações com sua comunidade, além de auxiliar as pessoas na resolução de seus problemas de informação em ambientes digitais.

Estas técnicas de trabalho tornam-se inovadoras a partir do momento em que os serviços e produtos oferecidos por bibliotecários respondam às reais necessidades das comunidades da qual participam, reinventando outras relações de trabalho e práxis da profissão.

Os serviços do Bibliotecário 2.0 tem na desordem digital boas oportunidades para filtrar, organizar e categorizar as informações para sua posterior utilização dos usuários, além de estabelecer um vínculo participativo com as comunidades e com as pessoas desenvolvimento de novos serviços.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • MANESS, J. M. Library 2.0 Theory: Web 2.0 and Its Implications for Libraries. Webology, v.3, n.2, 2006. Disponível em: http://www.webology.org/2006/v3n2/a25.html
  • MANESS, J. M. Teoria da Biblioteca 2.0: Web 2.0 e suas implicações para as bibliotecas. Traduzido por Geysa Flávia Câmara de Lima Nascimento e Gustavo Henrique do Nascimento Neto. Informação & Sociedade: Estudos, v. 17, n 1, 2007. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/831
  • MUSSER, J. [et al.] - Web 2.0 – Principles and best practices. Sebastopol: O’Reilly Media, Inc., 2007.
  • O'REILLY, Tim - What is web 2.0? Design Patterns and Business Models for the Next Genera-

tion of Software. [Em linha]. [2005] [Consult. 20 de Abril 2008]. Disponível na WWW: http://www.oreilly.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is-web-20.html?page=1

Ligações externas[editar | editar código-fonte]