Bicudo-do-algodoeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaBicudo-do-algodoeiro
Boll weevil.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Coleoptera
Família: Curculionidae
Género: Anthonomus
Espécie: A. grandis
Nome binomial
Anthonomus grandis
(Boheman, 1843)
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Bicudo-do-algodoeiro

O Bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandis) é um besouro da família dos curculionídeos, originário da América Central, de coloração cinzenta ou castanha e mandíbulas afiadas, utilizadas para perfurar o botão floral e a maçã dos algodoeiros. É tido como uma importante praga agrícola nos E.U.A., e a espécie foi introduzida no Brasil em 1983, causando prejuízos nas plantações de algodão do Nordeste. Seus sintomas são nitidamente visíveis.

Diz-se que o nome "bicudo-do-algodoeiro" foi atribuido pelo entomologista Dr. Geraldo Calcagnolo na década de 80.

Ícone de esboço Este artigo sobre coleópteros é um esboço relacionado ao Projeto Coleoptera. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

[1]

  1. CAMPANHOLA, C.; GABRIEL, D.; MARTIN, D.F.; CALCAGNOLO, G. Levantamento de adultos de bicudo (Anthonomus grandis) BOHEMAN, 1843 durante a safra 83/84, em alguns municípios do Estado de São Paulo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 9., 1984. Londrina, PR. Resumos. Londrina: SEB, 1984. p.92.