Bila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Bila (desambiguação).

Bila (em hebraico: בִּלְהָה, transl. Bilah, no hebraico tiberiano Bilhāh, "hesitante", "tímida") foi, de acordo com o Livro de Gênesis, uma das servas de Labão, que ele ofereceu à sua filha Raquel, para ser sua serva, por altura do seu casamento com Jacó. (Gên 29:29)

Bila e Raquel[editar | editar código-fonte]

Isso se passou em Padã-Arã, situada na região do planalto setentrional da Mesopotâmia. Bila ainda era menina quando foi dada a Raquel como serva. Bila, porém deixou a condição de ser seva ao se deitar com Jacó na permissão de Raquel, passando então a ser também uma das esposas de Jacó. Raquel, com o passar do tempo, mostrou ser estéril, ela deu Bila a Jacó como concubina, para que, por meio de sua serva, Raquel pudesse ter filhos, assim como Sara, esposa de Abraão, o havia feito. (Gên 16:2)

Sua descendência[editar | editar código-fonte]

Símbolo da tribo de Dã
Símbolo da tribo de Naftali

Deste modo, Bila teve dois filhos, e Naftali, cujos descendentes formaram duas das doze tribos de Israel. (Gên 30:3-8; 35:25; 1Cr 7:13) Quando Jacó voltou à terra de Canaã, Bila, junto com seus filhos, foi pessoalmente apresentada a Esaú, irmão gémeo de Jacó.

Bila e Rubem[editar | editar código-fonte]

Depois da morte de Raquel, os servos de Jacó retiraram a sua cama da tenda onde dormia todas as noites na companhia de sua esposa preferida, Raquel, e colocaram na tenda de Bila, acreditando que seria a vontade de Raquel por se mostrar ser muito afetiva a Bila, mas Jacó não quis dormir na tenda de Bila e de nenhuma de suas outras esposas; Jacó preferiu dormir sozinho na cama de sua saudosa amada, se consolando de sua grande dor e melancolia na perda de seu único e verdadeiro amor. Rúben, o filho primogênito de Jacó e Lia, porém percebeu a rejeição de seu pai a suas esposas com seu luto longo e infinito e então despertou desejos por Bila, esposa mais nova e mais formosa de seu pai, depois de Raquel. Numa certa noite, Rúben astuciosamente entrou na tenda de Bila se passando por Jacó, e se deitou com ela, mas logo pela manha seu pai já havia descoberto a farsa, e Rúbem perde o direito de ter uma herança em dobro quando ele é acusado de adultério com Bila (veja Gen. 35:22, 49:3,4; Deuteronômio. 21:17).

Arvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Terá
Sara[1]
Abraão
Hagar
Harã
Naor
Ismael
Milca
Iscá
Ismaelitas
7 filhos[2]
Betuel
1ª filha
2º filha
Isaque
Rebeca
Labão
Moabitas
Amonitas
Esaú
Jacó
Raquel
Bila
Edomitas
Zilpa
Lia
1. Rúben
2. Simeão
3. Levi
4. Judá
9. Issacar
10. Zebulom
11. Diná
7. Gade
8. Aser
5.
6. Naftali
12. José do Egito
13. Benjamin


Referências

  1. Genesis 20:12: Sara era meia-irmã de Abraão.
  2. Genesis 22:21-22: Uz, Buz, Kemuel, Chesed, Hazo, Pildash, e Jidlaph

Bibliografia[editar | editar código-fonte]